A Garota da Moto – Nova série do SBT, FOX Life e Mixer vai ao ar dia 13 de julho

Preparado? Vem aí uma super produção nacional: A Garota da Moto Pelo jeito vamos adentrar em uma tendência do mercado: Canal aberto e canal por assinatura vão dividir conteúdos....

Preparado? Vem aí uma super produção nacional: A Garota da Moto

Pelo jeito vamos adentrar em uma tendência do mercado: Canal aberto e canal por assinatura vão dividir conteúdos. Pela segunda vez, só este ano, este tipo de parceria é firmada. O primeiro caso foi com a série Terminadores, que foi transmitida na Bandeirantes e na TNT. Agora chegou a vez do SBT e da Fox Life investirem neste formato. Produzida pela Mixer, também responsável pela série O Negócio (da HBO), A Garota da Moto chega à audiência nacional no dia 13 de julho via SBT e, em outubro, no FOX Life.

Com uma premissa popular e promissora, a série conta a história de Joana (Chris Ubach), uma jovem que foge para São Paulo com seu filho pequeno, Nico (Enzo Barone) e se esconde em um grupo de motoboys para que a malévola Bernarda (Daniela Escobar) não os encontrem. O novo disfarce de Joana como motogirl dura pouco, e a vingança da magnata carioca, que consiste em matar os dois, está muito próxima de acontecer.

Para quebrar a tensão no arco dramático da série, a equipe da empresa Motópolis é comandada por Val (Fernanda Viacava) que se faz de durona, mas na real quer ser correspondida amorosamente. Complementando esse núcleo, Túlio – o garanhão – (Thiago Freitas) e Marley (Felipe Montanari) vão duelar pelo amor de Joana. Do lado de fora da empresa, Joana reencontra seu pai, Reinaldo (Murilo Grossi), conhecido por “Rei” e dono do Botecão, local apropriado para muita cerveja gelada, risadas e a o deleite da mais gostosa coxinha da cidade feita por Pam (Martha Nowill).

A série será transmita de segunda á sexta sempre ás 21h30 no SBT e serão 26 episódio de 45 minutos cada. Cada episódio terá, além da problemática central, uma “entrega do dia” para ser resolvida. Um formato televisivo bem conhecido nas séries americanas de investigação.

Complementam o elenco: Sacha Bali como Dinho, o professor de artes marciais e ex-caso da Joana; Fábio Nassar como Mickey, um “motovelho” passado dos 50 anos que arrasta uma asa para Pam e Thiago Amaral como Bactéria, um eficiente funcionário da Motópolis e assistente da Val.

Em evento no SBT, assistimos um teaser da série que contemplava a apresentação do elenco e parte das cenas de ação, perseguição e lutas que estarão na trama. Com direção assinada por João Daniel Tikhomiroff, A Garota da Mota tem uma missão: humanizar a profissão de motoqueiro nas cinzas ruas de São Paulo. A problemática típica de novela (milionária quer se livrar da ex-amante de seu falecido esposo), a série tem potencial para explorar outros pontos importantes, como a dificuldade de ser motoboy/motogirl em uma cidade grande, os preconceitos que existem, as dificuldade de viver em duas rodas e como os entregadores são tratados – ou destratados – pelos destinatários das encomendas.

Infelizmente não pudermos assistir ao primeiro episódio, mas com a produção da Mixer e Fox Life no pilar dessa série, podemos esperar, ao menos, uma série bem dirigida. O roteiro terá que ter fôlego para não insistir no drama familiar e, quem sabe, se aproveitar do fantasioso mundo das gangues de motoqueiros para expor a inclusão de uma mulher em um meio dominado pelos homens.

Estar na rua de moto é um desafio diário, mas será que A Garota da Moto dará conta?

Tratemos aqui a crítica do primeiro episódio e depois da temporada toda.

Não deixe de acompanhar as novidades aqui na Freakpop.

Küsses,

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Sem categoria

Ver também