A Morte Te Dá Parabéns | Suspense + terror + comédia = diversão

A Morte Te Dá Parabéns brinca com gêneros básicos do cinema e entrega uma hora e meia de qualidade Uma mistura eclética de gêneros O trailer entrega muito do filme,...

A Morte Te Dá Parabéns brinca com gêneros básicos do cinema e entrega uma hora e meia de qualidade

Uma mistura eclética de gêneros

O trailer entrega muito do filme, aham. Mostra demais as mortes… Só que, por incrível que pareça, não tira tanto assim o “tcham” do produto final. Aliás, mesmo sendo uma releitura criminal descarada de “Feitiço do Tempo”, A Morte Te Dá Parabéns brinca com isso, alia uns momentos “Pânico”, mais fluidez na interpretação, criatividade e voilá! Risadas e tensão nas medidas certas!

A aniversariante é…

Tree é uma universitária totally bitch. Não é à toa que alguém quer matar ela, francamente. Fresca, arrogante, desagradável… Só para começar. Uma Kappa, irmã protótipo de irmandade. E, assim como Bill Murray em 1993, precisa repensar suas atitudes e investigar o próprio assassinato. E é aí que a comédia entra: o que faria se soubesse que este é o último dia da sua vida? E se soubesse que o dia se reiniciará e ninguém jamais se lembrará do que aprontou hoje? Dica: naked scene, hehehe! Com um plus: não perde a mão e mantém o clima de suspense/terror.

Jessica Rothe interpreta uma expressiva Tree e dá um baile! De fdp à vítima e de vítima à “pau na mesa”, como diria o narrador da Sessão da Tarde, “apronta altas confusões” para decifrar seu assassinato e investigar sua Lista de Suspeitos no seu aniversário, que se repete uma quantidade significativa de vezes – e cobra seu preço. E descobre muito sobre si mesma no processo, lógico, uma progressão natural da Jornada do Herói em busca de redenção e salvação.

É para rir ou arrepiar? É isso que dá quando misturam CSI capenga com humor negro

Com mortes bem boladas, um mascarado muito tipo Ghostface, mas com a máscara do mascote da universidade (um bebê para lá de bizarro), uma heroína inteligente e bem humana (nem super fodona nem fraca demais), um elenco de apoio competente e uma trilha sonora bacana, A Morte Te Dá Parabéns instiga e diverte ao mesmo tempo.

“Ahh, mas tem cara de ser daqueles com final bosta”. Sim e não. Apesar de o final ser meio %¨%$#%&&¨%$$#$%*, a motivação tipo ¨%$%%##@$%*, o nome ser uma dica e não ter o toque do celular do trailer, A Morte Te Dá Parabéns é um filme muito legal, diverte, assusta mesmo não podendo ser chamado de terror terror, tem uma protagonista com charme e um roteiro bem bolado e que não tem vergonha de brincar com suas referências. Ah, não tem paliativo na tradução. Os palavrões estão lá como são, inclusive na versão dublada. Aliás, a versão dublada dá um destaque diferente e agrada muito.  As partes cômicas ficaram ainda mais engraçadas, por sinal. Nada daquilo de só legendado vale. E sim, assistimos as duas versões!

A Morte Te Dá Parabéns já está nos cinemas! Sopre a velinha e faça um desejo ????

Comente via Facebook!
Categorias
Criticas

Ver também