Agents of SHIELD – 1ª Temporada – Podia ser bem melhor

Demoramos para atender, mas depois de muitos pedidos, aqui vai nossa resenha da primeira temporada de Agents of SHIELD! Tímida, o melhor adjetivo para descrever a primeira temporada de...

Demoramos para atender, mas depois de muitos pedidos, aqui vai nossa resenha da primeira temporada de Agents of SHIELD!

Agents of SHIELD

Tímida, o melhor adjetivo para descrever a primeira temporada de Agents of SHIELD, é tímida. A premissa é brilhante, uma forma única de expandir e unificar ainda mais o universo cinematográfico Marvel com uma produção muito maior de conteúdo sem a concorrência disputada dos cinemas. Afinal, como manter fãs interessados nas aventuras dos Vingadores e da SHIELD sem produzir mais do que dois filmes por ano? Com uma série de TV com episódios semanais! Agents of SHIELD tinha tudo para dar certo, mas infelizmente… não foi desta vez.

É de praxe primeiras temporadas serem confusas e sem foco, leva tempo para identificar o que funciona com as audiências e o que não funciona (vide Arrow que teve uma segunda temporada consideravelmente superior). No caso de Agents, boa parte da temporada dedicou-se a criar episódios estilo NCIS com uma pegada levemente relacionada a histórias em quadrinhos. Quer saber como o mundo mudou após a batalha de Nova Iorque dos Vingadores? Nada demais. O Agente Coulson está vivo, montou uma equipe, arranjou um avião todo equipado e agora passa seu tempo em missões que raramente chegam a ser interessantes.

Agents of SHIELD

Um dos grandes problemas da série são seus personagens. Já não ajuda que a SHIELD tende a ser o aspecto menos interessante dos filmes da Marvel, mas ao introduzir um elenco grande em tempo curto e sem estabelecer quem são, fica muito difícil se importar com eles ou se identificar com sua história. Phil Coulson funcionava como o cara comum em meio ao fantástico, introduzi-lo como um grande herói, super agente secreto e mentor força demais o carisma e apelo do personagem. Nos outros personagens temos Ward, o agente de campo, ele é o músculo da equipe, Fitz e Simmons são os técnicos, uma especializada em biologia e o outro em tecnologia, May é a piloto com passado misterioso e habilidades de combate que só usa de vez em quando (tipo uma Ikki de Fênix ou o Ranger Verde). A hacker com um passado misterioso (passados misteriosos são o arroz com feijão das séries de TV sérias) Skye se junta à equipe de Coulson para garantir um personagem que possa fazer a maior quantidade de observações sarcásticas que o roteiro de Joss Whedon aguentar.

Agents of SHIELD

Os personagens começam a tomar forma no final da temporada mas, após inúmeros episódios que falham em atrair a atenção dos telespectadores, deixaram um ar de “muito pouco, tarde demais”. Há uma aparente insegurança da Marvel em determinar quais elementos de seu universo poderiam ser adaptados para a TV, por exemplo, além de vagas menções aos filmes, Agents of SHIELD tentou introduzir os Mestres do Terror com Graviton e Nevasca sem concluir a história. Ao invés de investir nesta parte, decidiram explorar melhor a CENTIPEDE, a misteriosa organização criminosa com o plano mais confuso do mundo. Seu maior impacto na série foi a criação de Deathlok, um personagem que até os mais ferrenhos fãs da Marvel consideram uma nota de rodapé.

Agents of SHIELD

A série ganhou mais solidez após seu terceiro retorno (ela entrou em hiato algumas vezes). Bill Paxton entra para o elenco como um agente da SHIELD que secretamente é o Clarividente, o mestre da CENTIPEDE que secretamente é uma divisão da HYDRA que secretamente comanda a SHIELD. Se você achava que Capitão América: O Soldado Invernal lidou muito bem com a ideia da SHIELD estar comprometida por agentes infiltrados, prepare-se para ver que a HYDRA é mais complicada que ministério Brasileiro em época de eleição!

Talvez a série funcionaria melhor se a equipe de Coulson mudasse periodicamente, desta forma, seria possível testar com audiências quais personagens funcionariam melhor, esta forma foi utilizada na antiga série de TV Missão Impossível, e inúmeros atores famosos da época participaram. Um planejamento de longo prazo também seria bacana, muitos elementos da série se perderam sem conclusão, como o caso dos Mestres do Terror mencionados acima. O mistério da ressurreição de Coulson, por exemplo, foi citado inúmeras vezes e quando finalmente foi revelado o motivo, foi incrivelmente decepcionante.

Agents of SHIELD

A série foi renovada para uma segunda temporada, e alguns elementos dos últimos episódios apontam para um rumo mais interessante, especialmente com a SHIELD em ruínas após os eventos de Capitão América. Assim como Arrow, existe a possibilidade dos produtores avaliarem o que deu certo e o que deu errado e dar um rumo mais digno para Agents of SHIELD.

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também