Em Além da Morte é uma péssima ideia brincar de morrer

Experiências de quase-morte nunca são uma boa ideia… Ainda mais se você tem culpa no cartório “O que acontece quando a gente morre?” A pergunta que não quer calar. Tem...

Experiências de quase-morte nunca são uma boa ideia… Ainda mais se você tem culpa no cartório

“O que acontece quando a gente morre?”

A pergunta que não quer calar. Tem um túnel cheio de luz nos encaminhando para o Céu? Ou um portal de chamas direto para o churrasquinho do tinhoso?

Courtney (Ellen Page) trabalha e estuda em um hospital com Marlo (Nina Dobrev), Ray (Diego Luna), Sophia (Kiersey Clemons) e Jamie (James Norton) e lidera um estudo peculiar: comprovar cientificamente a vida após a morte.

Com suas próprias tragédias pessoais a motivando, Courtney leva os colegas de residência em uma viagem pelos recônditos da morte controlada, ou seja: uma parada cardíaca intencional com ressuscitação programada. Porém… E sempre tem um porém…

Essa é uma péssima ideia

Os efeitos de “morrer e voltar”, além da total viagem de LSD durante a parte “morta”, deixam o grupo em polvorosa, ativando partes diferentes da capacidade cognitiva dos residentes. Courtney e Jamie experimentam experiências diferentes, assim como Marlo e Sophia, mas um elemento é igual: assombrações e visões estranhas, como pode ser visto no trailer. E isso deixa todo mundo na maior neurose lutando para sobreviver.

Não é ruim, mas… Também não é exatamente bom também

Além da Morte é um filme meio termo. Tem elementos muito legais, uma estética bem montada e convincente, atuações razoáveis, um tema interessante. Mas a execução deixa um gosto de: “podia ser mais”. Há um furo não muito bacana de um diálogo cortado e que Jamie cita em uma parte mais ou menos crucial do longa, abrindo uma brecha para um desfecho bacana e totalmente desperdiçada.

Aliás, o desfecho também não é dos melhores. Enquanto o primeiro e o segundo ato seguram a atenção, o terceiro deixa um pouco a desejar, dando finalmente o verdadeiro protagonismo à Nina Dobrev. Enquanto a equipe toda dividia o chabu em tela, o segundo ato foca mais em uns do que em outros e deixa personagem de fora. O que ela tem de diferente para não focarem tanto nela? Penso que seria um corte não muito bem pensado… E a resolução foi simples demais, sabe?

A promessa de terror foi facilmente desmembrada, pontuada apenas com algumas cenas realmente interessantes e bem montadas, mas no quadro geral… Deixa a desejar.

Além da Morte estreia 19 de outubro nos cinemas. Separe a pipoca e divirta-se!

Comente via Facebook!
Categorias
Criticas

Ver também