American Horror Story Freak Show – Ep. 05 – Pink Cupcakes

Novos assassinos, novas revelações e muito Matt Bomer para a mulherada! O quinto episódio de American Horror Story foi ainda mais arrepiante. Para começar, é revelado o plano de Stanley...

Novos assassinos, novas revelações e muito Matt Bomer para a mulherada!

O quinto episódio de American Horror Story foi ainda mais arrepiante. Para começar, é revelado o plano de Stanley e Maggie: assassinar as criaturas para vender. Stanley segue se comportando como um lorde. Após tentar convencer Elsa de investir em um programa só dela de TV, ele parte para outro alvo já que a dona do circo acha que TV não é o futuro. Com isso, entre cenas do presente e do futuro, Stanley leva as gêmeas siamesas para um passeio. Lá, ele oferece um cupcake rosa, por isso o nome do episódio, envenenado. O telespectador fica confuso ao ver algumas cenas do futuro, não se sabe ainda se de fato acontecerão ou se os roteiristas querem explorar a mente perturbada e idealizadora do Stanley.

Além disso, Gloria, a mãe de Dandy se mostra ser outra pessoa louca da temporada. Inconformada com a morte de sua empregada pelas mãos do próprio filho, ela manda fazer uma reforminha no jardim para esconder as evidências. Aliás, porque não né? Reformar é sempre bom. E Dandy está cada mais alucinado com a ideia de ser um “ator” / assassino em série. Para isso, ele malha, malha mais e mais um pouco, escolhe sua melhor roupa e vai até uma boate gay.

Chegando na boate temos duas surpresas: de um lado Toledo do outro Andy. Dell está lá afogando as mágoas com um jovem rapaz. Após se declarar apaixonado e propôr casa, comida e roupa lavada, Andy (Mat Bomer) dá um pé na bunda do homem mais forte do circo. Dell Toledo está em uma péssima fase. Sua mulher o expulsa de casa, ele não consegue mais “dar no couro”, sua ex-mulher está morrendo, seu filho Jimmy não sabe que ele é seu pai e para piorar tudo, Jimmy e Desirre – a mulher de três seios – resolvem dar uns amassos e a moça começa a sangrar. Feito isso, Ethel a leva até o seu médico e novas revelações sobre a criatura hermafrodita são reveladas.

De volta á boate, do outro lado da história temos o próprio Andy. Um michê safadinho, sexy, lindo de morrer, gostoso, perfeito, que se encanta pela beleza jovial e limpinha de Dandy. Eles trocam meia dúzia de palavras, Andy dá seu preço para sair da boate acompanhado e Dandy o leva até o trailer do palhaço assassino. Chegando lá, Dandy propõe uma brincadeira à Andy que envolve ambos ficarem de cuecas. O que acontece depois disso a gente não vai contar.

Lá no circo, Maggie segue em cima do muro sobre sua relação com Jimmy. Em uma conversa aleatória, ela pede para que Jimmy a deixe ser sua mão. O garoto lagosta aproveita a oportunidade para se aproximar da vidente, mas ela foge. Pressionada por Stanley para não se envolver com as criaturas do circo, ainda é incerta a postura da personagem na trama. Será que ela vai mesmo ajudar Stanley à matar todo mundo, ou ela se renderá ao Freak Show?

Até a próxima.

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Críticas

Ver também