Arrow – Temporada 1 – Episódio 1 – Pilot

E ontem foi a estréia brasileira de Arrow, nova série do canal CW, o mesmo que nos trouxe Smallville. A nova série, para quem não sabe, é baseada no Arqueiro Verde,...

E ontem foi a estréia brasileira de Arrow, nova série do canal CW, o mesmo que nos trouxe Smallville. A nova série, para quem não sabe, é baseada no Arqueiro Verde, consagrado herói do universo da DC Comics.

A série começa com o retorno de Oliver Queen (Stephen Amell) para Starling City (porque não Star, que nem nos quadrinhos?) após passar 5 anos naufragado em uma ilha. Antes um playboy, a ilha força Oliver a desenvolver uma série de habilidades físicas para sobreviver, dentre elas, o uso do arco e flecha. Profundamente alterado pela experiência, o herói volta para limpar as ruas de sua cidade corrupta.

De partida a série se esforça para parecer a trilogia Batman de Christopher Nolan, em alguns momentos até demais. Isto não é necessariamente uma coisa ruim, mas corre o risco de nunca desenvolver voz própria e ser eternamente comparada com Batman Begins. Stephen Amell é… adequado no papel, o moço claramente foi escalado para atrair o público feminino e sua atuação deixa um pouco a desejar em momentos de seriedade, lembrando um Chris O’Donnell genérico.

O ponto forte da série são as cenas de ação, dirigidas com maestria apesar do baixo orçamento da série, a coreografia de luta é animalesca, o Arqueiro Verde faz uso de giros e agarradas para derrotar seus inimigos. Faz total sentido, afinal aprendeu a brigar na selva.

Diversos personagens da DC já apareceram neste primeiro episódio como Dinah Lance, Tommy Merlyn e Drakon. A série começou meio bamba, com momentos de narrativa desinteressantes e Stephen Amell ainda precisa acertar seu papel, mas mesmo assim, é uma série que apresenta um potencial interessante.

Curta nossa página para saber mais de Nerd Reviews e até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também