Arrow – Temporada 1 – Episódio 10 – Burned

Gah! Arrow voltou! Depois desta sofisticada introdução vamos ver como anda Oliver Queen e sua patota. Oliver se recupera fisicamente do feroz ataque do Arqueiro Sombrio, mas seu lado...

Gah! Arrow voltou!

Depois desta sofisticada introdução vamos ver como anda Oliver Queen e sua patota.

Oliver se recupera fisicamente do feroz ataque do Arqueiro Sombrio, mas seu lado psicológico fica abalado após sua derrota. Com medo do estrago que sua perda poderá causar para  sua família e amigos, o herói cogita largar sua identidade secreta. Quando um bombeiro é assassinado por um piromaníaco vingativo, o Capuz é forçado a voltar à ativa e salvar o dia.

Recentemente, o produtor executivo da série, Greg Berlanti, disse que em relação a Oliver, “ele aprendeu muita coisa na ilha para sobreviver – coisas que de certa forma, ele terá de desaprender e reconquistar sua humanidade”. Este episódio explora esta temática de forma interessante contrastando o Capuz contra um vilão que de certa forma também passou por provações que tiraram sua humanidade. A versão do Vagalume explorada em Arrow é completamente insana e sedenta de vingança, pena que como já foi mostrado algumas vezes em momentos de profundidade os escritores sempre optam por uma solução prática e superficial. O encontro entre herói e vilão é rápido e se encerra sem grandes desenvolvimentos.

Em paralelo, Diggle se destaca neste episódio como a bússola moral de Oliver. Após sua derrota nas mãos do Arqueiro Sombrio, era de se esperar que o herói se afastaria mais de sua família e se jogaria de cabeça em seu trabalho de vigilante, infelizmente, o exato contrário acontece e um discurso muito bem colocado de Diggle traz a coragem de Oliver de volta à tona. No final das contas, Oliver redescobre seu propósito e começa a equilibrar suas vidas paralelas.

***

Pontos Fortes:

  • Laurel e seu pai prestes a confiar no vigilante? Seria legal, essa coisa de todo episódio a polícia perseguir o vigilante está começando a ficar meio General Ross e Hulk.
  • Pegar um vilão D como o Vagalume e transformar ele em uma versão televisiva do The Fury de Metal Gear Solid 3.

Pontos Fracos:

  • Oliver, eu sei que sua irmã é baseada na Ricardita e sua mãe está envolvida em algum tipo de conspiração, mas sério… seus parentes são um porre.

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também