Arrow – Temporada 1 – Episódio 17 – The Huntress Returns

O episódio desta semana de Arrow traz a volta da Caçadora após um turbulento término de relacionamento com Oliver Queen. De volta em Starling City, Helena agora deseja assassinar seu pai...

O episódio desta semana de Arrow traz a volta da Caçadora após um turbulento término de relacionamento com Oliver Queen. De volta em Starling City, Helena agora deseja assassinar seu pai mafioso, para tal, precisa localizar o cativeiro do pai que agora se encontra em custódia de agentes federais. Para completar a missão, a Caçadora chantageia o Capuz para ajudar. Caso ele não coopere, Helena revelará publicamente sua identidade.

O episódio explora em maior profundidade o peso de viver uma dupla identidade, Oliver pela primeira vez se encontra em um dilema moral genuíno, por um lado, manter seus ideais vivos pode colocar sua família e amigos em perigo, por outro, Helena é a única pessoa no mundo que entende a loucura que o herói vive e seus sentimentos podem prejudicar a clareza de seus objetivos. Para complicar ainda mais, surge uma espécie de triângulo amoroso entre Oliver, Helena e McKenna.

Apesar de todo lenga-lenga amoroso, este episódio conta com momentos fortes de ação e apesar do relativo baixo orçamento para as cenas mais movimentadas, os cortes de edição rápidos e o uso de luzes criaram momentos interessantes de pancadaria.

Em paralelo, Thea decide ajudar Roy Harper a melhorar de qualidade de vida e em uma tentativa de assalto o rapaz mostra suas habilidades de luta, com certeza, um prefácio para seu ingresso na comunidade de vigilantes.

***

Pontos Fortes:

  • Mais um daqueles episódios onde a Mafia Russa é casualmente utilizada para adiantar o enredo, e quando isso acontece, é sempre mágico.
  • Slade Wilson disparado é o personagem mais interessante da série, cada dia que o personagem sobrevive é prova que existe algum roteirista competente na série.

Pontos Fracos:

  • Tommy Merlyn muito provavelmente se tornará o rival do Capuz quando este assassinar Malcolm Merlyn em um enredo parecido com os filmes do Homem Aranha. Enquanto isso não acontece, temos de aguentar o comportamento infantil e afeminado do rapaz que não consegue decidir se está bravo ou enciumado do amigo super herói.

Até a próxima!

 

 

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também