Arrow – Temporada 1 – Episódio 6 – Legacies

Este episódio foge um pouco do formato “homem rico corrupto da semana” para abordar outras repercussões do elemento criminoso de uma cidade devastada por corrupção. Oliver se prepara para...

Este episódio foge um pouco do formato “homem rico corrupto da semana” para abordar outras repercussões do elemento criminoso de uma cidade devastada por corrupção. Oliver se prepara para caçar o próximo alvo de sua lista quando Diggle aponta para uma onda de crimes causada pela Royal Flush Gang (adaptada de forma bacana dos quadrinhos), apesar da relutância do herói, ele decide investigar. Para seu choque, descobre que o surgimento da gangue foi causado devido as maquinações de seu pai na cidade.

Este episódio, começa a explorar as ramificações das ações dos corruptos da cidade e começa a moldar “O Capuz” a se tornar um verdadeiro herói e não um vigilante negativo, afinal, em certos casos, os sintomas devem ser combatidos da mesma forma que a causa. Transformar a gangue em uma família foi uma jogada brilhante para humanizar os bandidos e dar uma noção de como um sistema pode ruir caso alguns elementos decidam pesar na estrutura e fica infinitamente mais interessante do que deixa-los como uma gangue de bandidos genéricos.

O restante do episódio aborda a nova missão de Tommy de conquistar Laurel e explora em maior profundidade o quão danificado está a psique de Thea depois dos eventos traumáticos que assolaram a família. Por enquanto são enredos secundários que não são grande coisa mas também não machucam a trama.

Pontos Fortes:

  • A Royal Flush Gang deste episódio apresentou a melhor adaptação de vilão até agora. Deadshot morreu cedo, Deathstroke apareceu muito rápido, Drakon apanhou que nem moça e China White zz…..
  • Diggle realmente está crescendo como personagem, vamos ver onde isso vai dar.

Pontos Fracos:

  • Ugh… esses draminhas adolescentes obrigatórios e as “festas de branquelo rico onde todo mundo usa terno” estão começando a cansar em todos os episódios. Bruce Wayne fez isso 1 vez em três filmes e foi mais do que o necessário.

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Categorias
Críticas

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Relacionados