Arrow – Temporada 1 – Episódio 7 – Muse of Fire

Este episódio marca a estréia da participação no script do roteirista veterano da DC, Geoff Johns (Liga da Justiça, Sociedade da Justiça, Crise Infinita, Guerra dos Lanternas). Oliver, sentindo...

Muse of Fire

Este episódio marca a estréia da participação no script do roteirista veterano da DC, Geoff Johns (Liga da Justiça, Sociedade da Justiça, Crise Infinita, Guerra dos Lanternas). Oliver, sentindo o peso de manter o segredo longe de sua família e se afastando de tudo e de todos em prol de sua missão encontra Helena Bertinelli, filha de um chefe da máfia que , assim como Oliver, se afasta de tudo e de todos devido a um acontecimento que mudou sua vida e a colocou em uma missão violenta.

O relacionamento dos dois é o primeiro relacionamento amoroso interessante da série, apesar dos diálogos farofas. Em paralelo, temos mais uma longa exposição do rolo amoroso entre Tommy e Laurel que vai de nada para lugar nenhum. Merlyn é um arqueiro inimigo e rival do Arqueiro Verde, portanto, não é improvável que o enlace com a futura Canário Negro seja um dos caminhos para transformar o personagem em um vilão. Tommy também perde acesso a seu fundo de renda e observamos pela primeira vez o relacionamento frio que o mesmo tem com o próprio pai. Este pai por sinal, também está envolvido na misteriosa conspiração que engloba os pais de Oliver.

Novamente, as partes do episódio que não envolvem o Capuz diretamente são um pouco cansativas e só vale a pena acompanhar porque dão fortes indícios do futuro destes personagens. De resto, pancadaria correndo solta e convenhamos, a atriz que faz a caçadora tem a voz mais sensual do mundo (as palavras “ela consegue causar uma ereção numa gelatina” foram usadas aqui no escritório, provavelmente por mim mesmo).

Pontos Fortes:

  • China White reapareceu. Pelo jeito a série não vai queimar personagens que nem palha.
  • Já falei que a atriz que faz a Caçadora é uma delícia?
  • Pelo jeito a série não vai ter vergonha de jogar o herói na lama e ver ele sofrer.

Pontos Fracos:

  • O “meet cute” do Tommy com a Laurel vai durar muito muitos episódios ainda, em uma série onde o que vale é pancadaria, qual roteirista achou uma boa colocar um filme da Nora Ephron?
  • China White aparece e meh…

Até a próxima!

 

Categorias
Críticas

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Relacionados