A Família Addams está de volta nos cinemas. Será que vale a pena? Confira nossa crítica da nova animação da Família Addams que volta para as telonas.

CRÍTICA | A Família Addams – Filme não entende o apelo da família mais sombria da cultura pop

A Família Addams está de volta nos cinemas. Será que vale a pena? Confira nossa crítica da nova animação da Família Addams que volta para as telonas....

A Família Addams é sombria, divertida e chocante. Pena que este filme não sabe disso.

Tudo que faz sucesso inspira uma horda de imitadores. A indústria de entretenimento, apesar de ter um pé no artístico, tende a abordar com uma mentalidade bastante industrial na tentativa de maximizar o faturamento em cima de qualquer moda. Nesta bagunça toda sempre existiu a A Família Addams, uma peculiaridade da cultura pop que muitas vezes foi imitada, mas raramente igualada.

Os personagens começaram sem nome em cartuns feitos por Charles Addams para a New Yorker. Eles se tornaram tão populares que eventualmente viraram uma série de televisão. No auge da contra-cultura americana, esta família de seres sobrenaturais, monstruosos e excêntricos serviam perfeitamente para zombar a vidinha pacata dos subúrbios dos EUA. Gomez, Morticia e o resto da turma viviam perfeitamente bem entre teias de aranha, armaduras assassinas e mansões assombradas, mas ficavam profundamente perplexos, e até mesmo assustados, tentando entender como seus vizinhos viviam com aquelas cercas brancas e grama verdinha.

Funcionou, afinal no fundo, A Família Addams por mais estranha que fosse, pregava a aceitação, apoiava seus filhos em qualquer empreitada e no fim do dia se amavam muito mais que muitas famílias que tinham uma versão pública que disfarçava um lado sombrio. Com uma mensagem tão bonita quanto “seja feliz sendo você mesmo”, especialmente nos dias de hoje, os Addams estariam mais que prontos para serem apresentados para uma nova geração.

Infelizmente

A nova animação, A Família Addams, é fruto desta safra de animações extremamente industrializadas e frenéticas que têm assolado o cinema. Menos Edgar Allen Poe, mais Meu Malvado Favorito, o filme mal tem um roteiro e sim algumas pequenas tramas vagamente conectadas e muitas cenas intermediárias para inserir músicas pop descartáveis.

No novo longa, acompanhamos o casamento de Morticia (Charlize Theron) e Gomez (Oscar Isaac) quando são imediatamente perseguidos pelas pessoas ao redor. Decidem se mudar para um manicômio abandonado em Nova Jersey onde começam sua família. Por anos viveram isolados até descobrir que se tornaram vizinhos de Assimilação, uma comunidade planejada liderada pela tirânica apresentadora de um programa de renovação de casas. Naturalmente, a vista da colina assombrada onde mora a família vai baixar o valor das casas, então começa o conflito.

Em paralelo, Vandinha (Chloë Grace Moretz), curiosa sobre o mundo fora da mansão Addams, decide ir para a escola na cidade em uma trama bastante semelhante à A Família Addams 2 e Feioso treina para a Mazurca, uma dança de espadas tradicional da família.

Existem elementos divertidos suficientes para dar aquele gostinho de Família Addams, mas um roteiro anêmico e uma necessidade de inserir momentos de frenesi no estilo de animações da Illumination deixam o filme com um ar de produção mercenária.

Por outro lado

Visualmente o filme é impressionante. O desenho dos personagens é extremamente fiel às ilustrações de Charles Addams e a mensagem final, por mais superficial que seja ainda é bonitinha e traz algo de positivo para o público infantil. Existem piadinhas divertidas inseridas na bagunça que é a trama e o elenco original é bastante talentoso.

Mesmo assim, é uma pena ver uma família tão associada á não conformidade, protagonizar um filme que grita convencional e industrializado.

O filme estreia dia 31 de Outubro de 2019 nos cinemas brasileiros.

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Nota
5.3
Nota
O bom
  • O visual é bonitinho.
O ruim
  • A dublagem brasileira está péssima. Repleta de erros de tradução e com pedaços em inglês sem legenda.
  • Direção
    5
  • Roteiro
    6
  • Enredo
    5
  • Elenco
    5
Categorias
CriticasFilmes

Ver também