Amor Ocasional Netflix primeira temporada

CRÍTICA | Amor Ocasional (Netflix) – Temporada 1 – Ah, o amor!

Aquela série para uma maratonar de domingo....

Amor Ocasional (Plan Coeur) chega na Netflix com uma trama apaixonante que se passa em Paris

A nova produção francesa e original da Netflix chegou na plataforma para arrancar suspiros. Em Amor Ocasional conhecemos Elsa (Zita Hanrot), uma jovem de quase 30 anos que tomou um fora e está perdidinha. Ela faz tudo com suas duas melhores amigas: a solteirona Charlotte (Sabrina Ouazani) e Emilie (Joséphine Draï) que está grávida do irmão de Charlotte.

Quem nunca fez merda durante uma noite de bebedeira? 

Depois de uma noite de bebedeira, Elsa manda mensagens vergonhosas para o seu ex, Maxime (Guillaume Labbé), Charlotte e Emilie resolvem contratar um michê para conquistar Elsa e distrair a cabeça da amiga. O que ela não esperava é que Jules (Marc Ruchmann) fosse se apaixonar e parar de cobrar para sair com a melhor amiga. O problema aqui é a mentira e como que as duas vão contar para Elsa a verdadeira profissão de seu novo amor.

Conhecemos esta história?

Leve e divertido, Amor Ocasional tem um roteiro acelerado e intrigante. Ao longo de oito episódios, de 25 minutos cada mais ou menos, essa trama se desenrola e você se apaixona por todos os personagens. Várias situações de fundo divertem e agregam valor para uma história que nós já conhecemos do longa Muito Bem Acompanhada (2004), onde a premissa é a mesma. Mas, em Amor Ocasional, Paris – a cidade da luz e do amor – embala um roteiro cheio de romances paralelos.

Muitas confusões amorosas…

Charlotte está saindo com o melhor amigo do seu irmão; a colega de trabalho de Elsa fica próxima do melhor amigo de Jules, que também é michê; a Emilie é uma megera e ela pisa no seu namorado; Maxine é aquele ex difícil de esquecer e cafajeste assumido e, com tudo isso, ainda lidamos com o fato de que Jules é tipo um príncipe encantando, mesmo ele sendo garoto de programa.

Vale a pena?

Amor Ocasional é despretensioso, romântico e uma ótima pedida para aquela maratona num domingo a tarde. Vale cada minuto! E fiquem tranquilos, o final do último episódio vai te revoltar e você vai vir aqui xingar a Netflix com toda certeza. Aguardamos a segunda temporada ansiosos.

Se apaixone por Amor Ocasional, a primeira temporada já está disponível na plataforma.

Küsses,

Comente via Facebook!
Nota:
7
Nota:
O bom
  • O elenco é ótimo, apesar da atriz que faz a Emilie ser "ok". Além da sua personagem ser uma chata....
  • No começo a Elsa é atrapalhada demais, mas aos poucos o roteiro desenrola sua personagem e fica bem legal.
  • Jules.... Que #HOMÃODAPORRA!
O ruim
  • Queríamos ver mais da amizade da colega de trabalho de Elsa com ela...
  • Queríamos entender melhor o climão entre os pais de Elsa que são separados...
  • Max, o ex, é um chato....Mas lindo! <3
  • As personagens falam tanto que Paris é a cidade do amor, mas a série não explora bem a cidade em si. Faltou criar esta relação também
  • BUENOS AIRES NÃO É NO BRASIL!!!!!!!!!!!!!!
  • Direção
    10
  • Elenco
    9
  • Roteiro
    9
  • Produção / Fotografia
    8,5
Categorias
CríticasSéries

Ver também