CRÍTICA | Arrowverso – Semana 3 no Brasil

A terceira semana de Arrowverso no Brasil traz novos heróis e algumas figuras retornantes Com a estreia da segunda temporada de DC’s Legends of Tomorrow, o Flash tem novos colegas...

A terceira semana de Arrowverso no Brasil
traz novos heróis e algumas figuras retornantes

Com a estreia da segunda temporada de DC’s Legends of Tomorrow, o Flash tem novos colegas que gostam de tratar da linha do tempo como um mictório de posto de gasolina. Quer saber o que rolou na semana anterior? Clique aqui!

arrowverso-header-supergirl-temporada-2

Supergirl – T02E02 – “The Last Children of Krypton”

Superman continua marcando presença em National City e ajudando Supergirl a lutar contra o crime. Para Kara, ter a presença do primo na cidade é um sonho, porém isso deixa alguns integrantes de seu time incomodados. Hank ainda deixa bastante claro seu incômodo com Clark e sua discordância quanto ao uso de kriptonita. Alex se sente profundamente enciumada com a vontade da irmã adotiva de abandonar tudo para formar uma dupla de heróis com Kent em Metropolis.

Alex levanta um ponto interessante. Apesar de toda a paixão que Kara tem por Clark, ele essencialmente a abandonou com os Danvers e evitou a responsabilidade de protege-la. Não é uma discussão tão simples e todos os envolvidos tem bons motivos, deixando a audiência com a responsabilidade de decidir quem está certo. Talvez a vontade de Supergirl se apegar ao primo é baseada nas mudanças em sua vida civil. Afinal, Cat Grant decidiu que irá deixar sua empresa por um tempo. Já sabíamos que Calista Flockhart não ia ser mais uma atriz recorrente no elenco e apenas faria participações especiais. Kara se despede dela tanto com sua identidade secreta como Supergirl. Uma cena emocionante, mas um pouco preocupante visto como Cat era importante para a trama e como porta-voz das mulheres na série. Em paralelo, o novo chefe de Kara como jornalista é Snapper Carr. Nos quadrinhos, Carr foi uma tentativa de deixar a Liga da Justiça mais “cool” criando um personagem adolescente que acompanharia os heróis em suas aventuras. Ele foi inspirado em tudo que era considerado maneiro para jovens… em 1959. No Arrowverso, Snapper é um jornalista durão que apenas quer saber da integridade jornalística e contar histórias importantes (como todo jornalista em universo de quadrinhos).

Tudo isso se desenvolve e termina com o ataque de dois Metallos, criados pelo Cadmus para combater ameaças alienígenas. Foi o típico vilão da semana, mas foi o suficiente para estabelecer o Cadmus como os grandes antagonistas da temporada e mostrar que mesmo com a mudança de emissora, Supergirl ainda consegue entregar boas cenas de ação.

arrowverso-header-the-flash-temporada-3

The Flash – T03E03 – “Magenta”

Depois de dois episódios com muito sentimentalismo e pouca história, The Flash começa a retomar o que tornou a série a melhor do Arrowverso. Com o time mais ou menos de volta nos eixos, o portal ‘transdimensional’ do STAR Labs reabre e surge ninguém menos que Harrison Wells acompanhado da filha. Os poderes de Jesse se manifestaram e ela se tornou uma velocista. E, naturalmente, ninguém melhor que o Homem Mais Rápido Vivo para dar umas aulinhas.

Wally é claro, fica bastante enciumado. Ele estava no mesmo incidente de Jesse e nada de uniforme bacana e super poderes. A vilã da semana é uma telecinética com personalidade múltipla chamada Magenta. Sua personalidade mais agressiva manifesta os poderes para compensar a personalidade principal que sofre com a agressão de seu pai adotivo. Barry ao invés de correr, ajuda a vilã a aceitar sua situação em uma cena de consolação emocional a la Superman e Jesse tem sua primeira aventura como heroína. Por ora, teremos Harry de volta.

arrowverso-header-arrow-temporada-5

Arrow – T05E03 – “A Matter of Trust”

Depois de uma temporada onde Oliver passou 23 episódios participando da entrevista de emprego mais complexa da história e uma temporada onde o Arqueiro teve que lidar com um mago passivo agressivo com fetiche por armas nucleares e, possivelmente a coisa mais assustadora do Arrowverso, eleições municipais. A quinta temporada de Arrow parece que está se esforçando para voltar para tramas mais diretas, voltadas para ação e sem muito dramalhão existencial.

Neste episódio, Cão Raivoso e Artemis decidem desobedecer ordens e rastrear um grupo de traficantes que estão infectando as ruas de Star City com uma nova droga. A missão é um desastre e os heróis acidentalmente “coringam” um dos bandidos (quando você joga um criminoso em um tonel de produtos químicos e cria um novo supervilão). O que seria um longo diálogo sobre responsabilidade e mimimi é rapidamente descartado de lado. Oliver 2.0 aceita de primeira que talvez ele deva investir mais em confiar em seus novos aliados.

É claro, que Arrow não é Arrow sem uma boa fatia de torta de climão. Felicity decide revelar a Rory que ela estava por trás da destruição de Havenrock, o que faz retalho questionar seu lugar no time. Totalmente em paralelo, alguém sabe se o Adam Driver e o Ezra Miller tiveram um filho juntos? O ator que interpreta o Retalho é uma salada dos dois.

Fiquem de olho em novos personagens. Prometheus, o vilão “Batman do Mal” da Liga da Justiça vai marcar presença nesta temporada. E pelo jeito, o promotor público Adrian Chase (identidade secreta do segundo Vigilante) está ganhando presença. Será que vai começar a rolar um Bruce Wayne / Jim Gordon / Harvey Dent versão Arrowverso? É uma série que adora mamar das tetas no morcego, né?

arrowverso-header-legends-of-tomorrow-temporada-2

DC’s Legends of Tomorrow – T02E02 – “The Justice Society of America”

Se existe prova que DC’S Legends of Tomorrow prometia muito mais que sua primeira temporada fraca, é este episódio. O Flash Reverso entrega para cientistas nazistas uma fórmula que pode transformar um soldado em um gigante indestrutível e ensandecido, uma espécie de “Hulk” que provavelmente votaria em Donald Trump. Para impedir que os Nazistas destruam os EUA com esta super arma, os Legends (que aparentemente agora se autodenominaram assim) unem forças com a Sociedade da Justiça para salvar o dia. Com direito a uma batalha épica com bombardeios e muita ação.

Foi uma ideia excelente colocar um segundo grupo para contrastar com os Legends (meio presunçoso se chamarem assim, não?). A Sociedade da Justiça é um grupo de soldados de elite com superpoderes liderando as missões mais perigosas e clandestinas na Guerra. São extremamente profissionais e treinados. Em comparação, os Legends são o equivalente super heróico de um churrasco de torcida organizada. Sempre fazendo baderna e não se levando muito a sério. O típico confronto ideológico que faz os dois times aprenderem uma lição importante sobre não julgar um livro pela capa e blábláblá.

Finalmente descobrimos um pouco mais sobre Nate Heywood. Seu avô era Hank Heywood, o Gládio original e membro da SJA. Não só descobrimos sua origem, mas graças à *CIÊNCIA DE QUADRINHOS*, Nate ganhou os poderes que seu personagem tem nos quadrinhos!

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também