As Viúvas

CRÍTICA | As Viúvas – Sexo frágil que nada

Com nomes de peso, As Viúvas tem recebido críticas favoráveis quanto ao seu elenco e produção

O surpreendente longa As Viúvas já está disponível nas plataformas digitais para aluguel e compra

Você vê o título As Viúvas e já pensa que é um daqueles dramas sobre mulheres que encontram uma na outra uma forma de superarem sua dor pela perda. O longa de Steve McQueen, também responsável por 12 anos de Escravidão, não é nada disso.

Veronica (Viola Davis), Linda (Michelle Rodriguez) e Alice (Elizabeth Debicki) são esposas de três assaltantes que morrem durante um de seus trabalhos. Ao serem ameaçadas por um líder criminoso local, elas, com a ajuda de um plano de assalto que herdaram dos maridos, decidem colocar o roubo em prática. Também compõe o elenco Liam Neeson (não, nesse filme a filha dele não é sequestrada), Robert Duvall, Colin Farrell e Daniel Kaluuya.

Tendo a série britânica homônima como base, McQueen assina o roteiro com Gillian Flynn, a aclamada autora de Garota Exemplar. Juntos constroem uma narrativa em que a diversidade e o fator “pé no chão” são importantes, no qual as mulheres fogem do estereótipo de sexo frágil.

Apesar da história girar em volta do crime e sua preparação, o que realmente chama a atenção são as tramas paralelas que são apresentadas para dar mais profundidade as personagens. Temos violência doméstica, questões raciais e corrupção, por exemplo, e sem essas informações o filme se tornaria bem raso. Mesmo assim, ainda vem uma sensação de que tem algo faltando. Mais sequências de ação provavelmente ajudariam para mudar o ritmo lento da trama.

A plasticidade fantástica do filme ficou nas mãos do diretor de fotografia Sean Bobbitt. Não só as cores cruas casam bem com a história, como a criatividade com o uso da câmera também é interessante. Aqui vale um destaque na cena em que o político Jack Mulligan (Farrell) conversa no carro com sua gerente de campanha. Nela só vemos o veículo andando enquanto ouvimos as vozes dos personagens, ela mostra como um endereço pode mudar a oportunidade de vida de muitos na cidade de Chicago.

Viola Davis (diva como sempre!) manda bem na atuação, assim como Kaluuya, mostrando que o ator de Corra! pode ser um antagonista também. A surpresa vem com Cynthia Erivo, que interpreta uma babá com habilidades incríveis no boxe que é convocada para ajudar as demais mulheres. Ela só surge mais ou menos no meio da trama, mas com certeza chama a atenção.

Mesmo estreando no mesmo ano em que Oito Mulheres e Um Segredo, os filmes não poderiam ser mais diferentes. Enquanto um mostra pessoas que roubam por diversão e um plano extremamente mirabolante, no outro é por necessidade e o esquema chega até a ser simples. Mas ambos servem pra mostrar que filmes de assalto também podem ter protagonistas femininas.

Lembro de que quando foi divulgado a data de estreia de As Viúvas, com nomes de destaque tanto na direção, como no roteiro e elenco, a expectativa era grande de que o filme seria um forte concorrente durante a temporada de prêmios. Mas não foi bem assim… A única indicação recebida foi de Melhor Atriz para Davis no BAFTA.

Talvez a questão tenha sido a pouca publicidade em torno do longa ou esse é mais um daqueles casos em que em partes o filme é ótimo, mas como conjunto de obra, nem tanto assim.

Assista As Viúvas nas plataformas iTunes, Google Play, Now e Looke.

Comente via Facebook!
Nota:
8.5
Nota:
O bom
  • Fotografia ótima
  • Essa é a estreia de Cynthia Erivo no cinema. Fiquem de olho nela, porque ela ainda vai aparecer muito por aí
  • É um bom exemplo pra mostrar que filmes de assalto podem ser protagonizados por mulheres #GirlPower
  • Destaca questões importantes como violência doméstica e racismo
  • Viola Davis. Preciso dizer mais?
O ruim
  • Senti que faltou um pouco da amizade feminina. Até a última cena, não parece que elas tenham formado um laço maior do que apenas cometerem um crime juntas
  • Falta ação, então o filme é um pouco lento
  • Para um elenco grande e com nomes importantes, nem todos são bem aproveitados
  • Direção
    9
  • Roteiro
    8
  • Elenco
    8
  • Produção / Fotografia
    9
Categorias
CriticasFilmes

Ver também