Casal Improvável Seth Rogen e Charlize Theron

CRÍTICA | Seth Rogen e Charlize Theron formam o Casal Improvável

CASALZÃO DA PORRA!

Casal Improvável é a melhor comédia romântica dos últimos 20 anos! 

“Nossa Freakpop, que exagero!”, não é não caro leitor. Senta que lá vem textão! Casal Improvável chega nos cinemas dia 20 de junho sob distribuição da Paris Filmes e você precisa assistir esta hilária produção. Não é só pela estranheza de vermos Seth Rogen e Charlize Theron terem química de verdade, mas aqui temos um roteiro inteligente, sagaz e que vai contra a maré das Comédias Românticas de Prateleira™.

Explicando a Comédia Romântica de Prateleira™

Mocinha tem um emprego bobo e se apaixona pelo cara inalcançável. Sua melhor amiga, ou melhor amigo gay, sempre estão ao seu lado tentando motivá-la a ficar com o boy. O boy, bem sucedido, tá afim de ficar com a mocinha sim e disposto a fazer qualquer coisa por ela. Por alguma intriga no meio do caminho, eles se separam. Ela acaba usando a separação para dar uma virada na vida e no final eles ficam juntos.

Casal Improvável

Charlotte Field (Charlize Theron) é a Secretária do Estado dos EUA e uma mulher extremamente influente. Quando jovem, trabalhava como babá e chegou a cuidar de Fred (Seth Rogen), que na vida adulta se torna um jornalista bem desbocado e sincerão. Fred era apaixonado por sua babá, mas a vida os separaram.

Fred perde seu emprego, pois a empresa que trabalhava foi comprada pelo sexista e manipulador Parker Wembley (Andy Serkis). Sem rumo, seu melhor amigo Lance (O’Shea Jackson Jr.) o leva para uma noite de bebedeira ao som de Boyz II Men. Chegando lá, ele reencontra Charlotte e pinta um clima.

A executiva está disposta a lançar um projeto de preservação ambiental como palanque para a sua jornada rumo à presidência dos Estados Unidos, já que o atual presidente irá apoiá-la. Ela contrata Fred para esta missão, que passa a ser responsável por humanizar seus discursos e trazer piadas intrigantes que não denigrem sua imagem, a mantendo ainda como uma elegante e poderosa mulher, mas de humor peculiar.

Obviamente que, em função da convivência, Charlotte e Fred relembram a adolescência e a química entre os dois é restaurada. O casal passa a se relacionar anonimamente, enquanto a Secretária termina sua missão pelo mundo. Mas, como nem tudo são flores, um vergonhoso vídeo de Fred pode por tudo a perder, principalmente a chegada de Charlotte à Presidência.

O que temos de novidade por aqui? 

TUDO! Vamos começar por Maggie Millikin, assessora de Charlotte vivida pela fantástica June Diane Raphael. Ela é capaz de fazer qualquer coisa pela Secretária do Estado e é bem ríspida com horários, postura e com a imagem da candidata. De cara, ela é contra Fred ser contratado, já que ele é boca suja, deselegante e se veste como um moleque de 18 anos. Sua amizade com Charlotte pode ferrar o casal, mas por Charlotte não ser uma “mocinha” de comédia romântica padrão, observem BEM a relação das duas para vibrar com a subversão da Melhor Amiga da Protagonista™.

Outro ponto muito legal é o melhor amigo de Fred. Lance não tem o perfil de Melhor Amigo do Protagonista que Concorda com Tudo e/ou É um Solteirão Garanhão Babacão™, e suas diferenças são reveladas ao longo do filme. Percebam como a relação perfeitinha dos dois ganha uma trama paralela conforme Fred e Charlotte se envolvem e que o melhor amigo tira Fred da bolha que ele escolheu viver e acreditar.

Isso traz um elemento muito rico para o roteiro, já que os melhores amigos do casal principal saem totalmente da receita de bolo Comédias Românticas de Prateleira™., trazendo realmente algo novo e inesperado ao invés de serem os “baba-ovo” dos protagonistas que falam Amém para tudo e qualquer atitude de ambos.

Vale a pena?

Pra caramba! Primeiro por que Fred não é necessariamente o lado “ferrado” ou perdido do casal, como normalmente temos. Muito pelo contrário, ele é autêntico e defende o que pensa e acredita. Não existe um dos dois abrir mão de suas vidas pelo relacionamento, existe o mundo aceitar a diferença deles e fim da história. É um longa que posiciona muito bem a mulher independente que sabe o que quer e que não tem vergonha de ser julgada pela sociedade. O mesmo em relação a Fred, que entende as necessidades de uma pessoa como Charlotte e tenta se encaixar nesse mundo sem fazê-la passar vergonha.

Casal Improvável critica, de forma cômica, o que temos assistido em outros filmes do gênero, trazendo um ar novo, recheado de boas e pesadas piadas, se tornando uma comédia romântica para os homens. Firmando que o tipão sarado bem sucedido virou um arquétipo cafona e fora de moda e que é na vida real que as mulheres mais incríveis acham no gordinho boca suja (o em um tipo diferentão) o amor verdadeiro.

Vale ressaltar que Fred, apesar de ser um jornalista largado, ele ainda é um homem inteligente e perspicaz, e é graças a sua aptidão que Charlotte consegue a atenção do mundo com o seu projeto ambiental. O equilíbrio entre o talento de ambos é muito bem elaborado no roteiro e isso traz uma riqueza para a narrativa que envolve a audiência do começo ao fim!

E o mais legal: Charlotte ainda é uma mulher que tem uma vida particular, e é nesta Charlotte que o longa se foca, mostrando que viver de aparência requer dom e que esconder o seu “eu verdadeiro” pode ser uma missão quase impossível. Principalmente se você não se apaixona pelo “cara certo”.

Assistam! Casal Improvável é engraçado, bem roteirizado, com personagens carismáticos e Seth Rogen e Charlize Theron surpreendem a cada cena. Estreia dia 20 de junho nos cinemas.

Küsses,

Comente via Facebook!
Nota:
10
Nota:
O bom
  • Seth Rogen e Charlize Theron poderiam ser um casal de verdade!
  • Seth Rogen em uma ótima atuação!
  • Charlize Theron dando um show de versatilidade!
  • A direção é competente!
O ruim
  • Não há!
  • Direção
    10
  • Elenco
    10
  • Roteiro
    10
  • Produção / Fotografia
    10
Categorias
CriticasFilmes

Ver também