[CRÍTICA] DC’s Legends of Tomorrow – T01E12 – “Last Refuge”

DC’s Legends of Tomorrow cria uma versão preguiçosa de Exterminador do Futuro Não há sombra de dúvidas que quando o assunto é regras de viagem no tempo, DC’s Legends...
DC's Legends of Tomorrow - T01E11 - "The Magnificent Eight"

DC’s Legends of Tomorrow cria
uma versão preguiçosa de Exterminador do Futuro

Não há sombra de dúvidas que quando o assunto é regras de viagem no tempo, DC’s Legends of Tomorrow é uma bagunça completa. Não existem definições claras de como este universo aborda o tema e consequentemente alguns episódios ficam com o roteiro sem nexo. Vide o caso deste episódio.

O time de Rip Hunter conseguiu provocar os Mestres do Tempo a ponto deles enviarem em seu encalço a Peregrina, sua caçadora mais mortífera. Seu trabalho consiste em assassinar cada herói em um momento específico de seu passado para minimizar os estragos feitos na linha do tempo. Para evitar que isso aconteça, Rip e as… “Lendas do Amanhã”? Team Hunter? Seria bom Greg Berlanti e companhia dar um nome para essa turma né? Enfim… para evitar que isso aconteça, eles resgatam suas versões passadas-alvo e escondem-nas no orfanato para jovens que crescerão para se tornar Mestres do Tempo.

Nada deste episódio realmente funciona. A Peregrina é extremamente desinteressante, possivelmente uma das coisas mais sem graças que Legends of Tomorrow já fez. O tal orfanato de Mestres do Tempo tem uma leve pegada de Era de Prata da DC, mas não agrega muita coisa à trama. Os personagens confrontando suas versões passadas até abre espaço para momentos intrigantes, mas pouco disso é explorado. O confronto final com a vilã da semana até que é interessante com uma filmagem em 360 graus, mas é nítido que este é o típico episódio tapa buraco que não pode comer muito orçamento e deixar uma verbinha mais gorda para os próximo.

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Categorias
Críticas

Ver também