[CRÍTICA] Hotel Transilvânia 2 – Divertido e com uma boa lição

Hotel Transilvânia 2 é divertido e ainda acha tempo para ensinar uma lição valiosa Após as desventuras do primeiro filme, Mavis (Selena Gomez) e Johnny (Andy Samberg) finalmente se...

Hotel Transilvânia 2 é divertido e ainda acha tempo
para ensinar uma lição valiosa

hotel-transilvania-2Após as desventuras do primeiro filme, Mavis (Selena Gomez) e Johnny (Andy Samberg) finalmente se casam em Hotel Transilvânia 2. Não demora muito para os pombinhos deixarem a vida do sogrão Drac (Adam Sandler) ainda mais de pernas para o ar já que logo nasce o bebê Dennis. Apesar de confortável com a filhota levando uma vida de casada com um humano, logo surge a ansiedade de ver se o recém nascido vai pertencer ao mundo dos “normais” ou se vai virar vampiro e se juntar ao mundo dos monstros. O longa acompanha uma atrapalhada viagem onde o vovô Drac e seus amigos levam seu neto por diversos lugares assombrados para ver se ele entra para o lado das criaturas da noite.

A produção é da Sony Pictures, mas com um tom que remete às animações da Dreamworks, Hotel Transilvânia 2 corre em ritmo desenfreado, pulando de uma piada para a outra com um fôlego invejável. São tantas piadas concentradas no roteiro que o filme praticamente esquece de oferecer qualquer tipo de enredo no primeiro ato, mostrando o passar dos anos do crescimento do jovem Dennis de forma acelerada como uma forma de inserir ainda mais humor. Apesar da trama rasa, o longa rende bons momentos de diversão, ponto positivo ao considerar como o terceiro e último ato revela uma quantidade absurda de informação para fechar a trama e certos personagens são introduzidos de forma artificial.

Pode parecer mais uma tentativa de criar um universo colorido no melhor estilo de Madagascar e suas continuações, mas o longa oferece uma sincera lição de vida ao usar o conflito entre humanos e monstros para demonstrar como novas gerações abrem mão de preconceitos e como, independente de que são as pessoas ao nosso redor, devemos aceita-las como elas são. Pode parecer um pouco açucarado, mas vale lembrar que ainda se trata de um filme infantil e este tipo de cuidado ao passar algum tipo de ensinamento tem se tornado cada vez mais raro em grandes produções.

Talvez para a criançada, o ritmo frenético e o diálogo em ritmo de metralhadora possa ficar um pouco confuso, mas ainda prenderão a atenção com os diversos personagens cativantes, o visual marcante e a composição de cena e ação que causam bastante impacto, tudo graças a assinatura de direção do brilhante Genndy Tartakovsky (Laboratório de Dexter, Star Wars: Clone Wars, Samurai Jack).

Vale a pena assistir? Com certeza, se seus filhos não entenderem muito do humor, não se preocupe, você vai gargalhar em voz alta. Hotel Transilvânia 2 estreia no Brasil dia 24 de Setembro de 2015.

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Criticas

Ver também