[CRÍTICA] It Follows – Corrente do Mal

Corrente do Mal traz um enredo diferente e a mensagem: “cuidado com quem você dorme” A premissa de It Follows – Corrente do Mal é, de certa forma, inovadora. Jay...

Corrente do Mal traz um enredo diferente e a mensagem:
“cuidado com quem você dorme”

A premissa de It Follows – Corrente do Mal é, de certa forma, inovadora. Jay (Maika Monroe) sente na pele o que é sair com alguém que não corresponde as expectativas, como a frase lá em cima já entrega. Corrente do Mal não tem um inimigo comum, alguém que podemos simplesmente acertar com um taco de beisebol, a arma favorita dos personagens americanos em filme de terror – ou suspense, ou comédia ou qualquer gênero. O inimigo está na mente… Mas é bem real.

Jay é uma garota comum, interessada em rapazes e em se divertir. Depois de alguns encontros com Hugh/Jeff é claro que acontece a clássica cena de amor no banco traseiro do carro e em uma área totalmente deserta. Com um desenvolvimento mais tranquilo (tranquilo demais até) e sem acompanhamento de sonoplastia ou meras músicas de fundo, Jay acorda apenas com suas roupas íntimas e amarrada em uma cadeira de rodas, onde o pseudo namorado explica coisas muito bizarras e sem sentido.

Crédito: © 2014 It Will Follow, INC.

Crédito: © 2014 It Will Follow, INC.

Largada na rua de sua casa e amparada pela irmã Kelly (Lili Sepe) e o amigo Paul (Keir Gilchristie), Jay tenta levar a vida adiante. O que ela não esperava é que algo começasse a segui-la e precisa correr contra o tempo para entender o que acontece antes que acabe morta.

Parece que todo filme alternativo segue uma receita de bolo, lutando para criar um ambiente realista, cru e de baixo orçamento e tentar, com tudo isso, fazer sucesso. Não sabemos se A Corrente do Mal será grande no cenário underground, mas consegue entregar o que se propõe. A escolha de não usar nenhum som, apenas aqueles produzidos pelos personagens em cena, é arriscado e confere um status mais sombrio e tenso ao desenrolar da história, que não pode ser classificada como terror, mas sim como suspense. E prende a atenção.

Crédito: © 2014 It Will Follow, INC.

Crédito: © 2014 It Will Follow, INC.

** Spoiler Alert**

O que diabos persegue a moça? A cena de abertura de Corrente do Mal já entrega o que vai acontecer com Jay se ela não conseguir desvendar o mistério, que envolve uma coisa simples, tão corriqueira para os seres vivos: o acasalamento. Lembra que lá em cima colocamos: cuidado com quem você dorme? Dormir no sentido bíblico, ok? A aventura sexual de Jay é a chave para conter essa corrente meio Samara (de O Chamado), cuja referência só dá para entender se assistiu ao filme – caso contrário é spoiler, hehehe. E fazer sexo se torna o problema e a solução.

Crédito: © 2014 It Will Follow, INC.

Crédito: © 2014 It Will Follow, INC.

O filme é bom? Sim. Mas não é do estilo hollywoodiano de ser. Realmente deixa clara a sua vertente alternativa. E, se não for uma pessoa impaciente, vai gostar do resultado final, um clímax relativo e que deixa um grande ponto de interrogação na sua testa quando o letreiro começa a subir.

Eu te desafio a descobrir o que é o Follows do título e mais: era sonho ou realidade? *Mais uma referência para o Capitão América adivinhar.

**Ok, a referência é de A Origem, com Leo DiCaprio O pião cai ou não cai?

Corrente do Mal estreia dia 27 de Agosto no cinema e é dirigido pelo estreante David Robert Mitchell.

Até a próxima,

Comente via Facebook!
Categorias
Criticas

Ver também