Maus Momentos no Hotel Royale

CRÍTICA | Maus Momentos no Hotel Royale disponível no Google Play

Depois de um resultado fraco nas bilheterias norte-americanas e adiamentos no Brasil, o filme finalmente chega ao país direto nas plataformas digitais

Imagine Jeffrey “The Dude” Lebowski, Thor (#VemEndgame), Don Draper e Anastacia Steele hospedados no mesmo hotel. Esse é Maus Momentos no Hotel Royale.

Responsável pela direção de O Segredo da Cabana e pelo roteiro de Perdido em Marte, Deadpool 2 e séries como Demolidor e Lost, Drew Goddard assume ambos os cargos nesse thriller da FOX que mostra sete estranhos reunidos no mesmo hotel em 1969, mas que ao longo da noite mostram que não são o que parecem ser.

O próprio El Royale já é bem peculiar e pode até ser considerado um personagem da trama. Bem na fronteira entre Califórnia e Nevada, ele é literalmente dividido por uma linha que traça o limite entre ambos os lugares e suas leis. Por exemplo, do lado de Nevada é proibido a venda de bebidas alcoólicas, mas basta dar alguns passos e tudo é liberado no outro estado.

Com uma pegada voyeurística e huis clos (quando personagens estão confinados em um lugar fechado), Maus Momentos tem um cenário que já indica que ele será palco de acontecimentos nada convencionais. E a divisão de capítulos, algo meio noir, trás uma estrutura interessante para entender o passado dos hóspedes e o que os levou até o encontro entre eles.

Mesmo com grandes nomes, é a novata Cynthia Erivo, de As Viúvas, que rouba a cena com sua linda voz (quando ela canta a capella é de arrepiar) e mostra que tem muito futuro pela frente no cinema. Jeff Bridges e Lewis Pullman também se destacam pelos personagens bem construídos que geram uma empatia com o público.

Mas muitos perguntam como uma obra com um elenco que chama tanto a atenção não teve a devida repercussão. A bilheteria nas salas de cinema norte-americanas foi tão fraca que a FOX adiou sua estreia duas vezes no Brasil até decidir lançá-lo direto em video on demand.

O trailer passa a expectativa de um filme com pinceladas de comédia, mas na realidade, é exatamente isso que falta para manter o espectador ligado a trama que dura mais tempo do que devia. Sem contar que o personagem de Chris Hemsworth domina indevidamente o espaço na parte final.

Apesar disso, caso você curta uma narrativa que você não tem ideia como vai terminar, Maus Momentos no Hotel Royale tá te esperando nas plataformas digitais iTunes, Google Play, Now e Looke.

Comente via Facebook!
Nota:
8.1
Nota:
O bom
  • Premissa interessante
  • Atuação de Cynthia Erivo, Jeff Bridges e Lewis Pullman
  • Linda voz de Erivo
  • Fotografia de chamar atenção
O ruim
  • Filme longo
  • Personagem irritante de Chris Hemsworth
  • Direção
    8
  • Elenco
    8.5
  • Roteiro
    8
  • Produção
    8
Categorias
CriticasFilmes

Ver também