Confira nossa crítica de Morto Não Fala, filme de terror nacional que vai dar o que falar. O longa já fez sucesso lá fora e agora chega nos cinemas daqui.

CRÍTICA | Morto Não Fala – Terror nacional não faz feio e merece sua atenção

Confira nossa crítica de Morto Não Fala, filme de terror nacional que vai dar o que falar. O longa já fez sucesso lá fora e agora chega nos cinemas...

Morto Não Fala já fez sucesso lá fora, agora finalmente chega no Brasil

Morto Não Fala é um filme de terror nacional que já rodou por diversos festivais mundo à fora e, finalmente, chega ao Brasil. O novo filme do diretor Dennison Ramalho é bastante interessante, misturando terror visceral, uma cara brasileira e comentário social na medida certa. Vamos dar uma olhada no longa?

Morto Não Fala

Stênio (Daniel de Oliveira) é um técnico do IML do turno da noite. É um trabalho ingrato, ainda mais considerando que o rapaz consegue conversar com os mortos que chegam em sua mesa. Um dia, um cadáver do bairro dele revela que sua esposa Odete (Fabiula Nascimento) está tendo um caso.

Revoltado com a traição, Stênio usa conhecimentos extraídos dos cadáveres de bandidos mortos para criar uma artimanha para cima de sua esposa e seu amante, Jaime (Marco Ricca). Ambos morrem e a casa cai, ele jamais poderia ter usado os segredos dos mortos para se safar. Agora o espírito revoltado de sua ex-esposa volta para caçar Stênio e seus filhos.

Roteiro bem amarrado

A ideia por trás de Morto Não Fala é funcionar como uma prequela para uma futura série de TV, assim, aprendemos um pouco sobre o mundo de Stênio e a bagunça que ele se mete ao usar suas habilidades do jeito errado. O filme não necessariamente assusta, mas traz seus incômodos, afinal ainda é um filme de terror. Os cadáveres no longa são extremamente realistas e as cenas de autópsia não fogem dos detalhes mais viscerais.

O que mais chama atenção no longa é a forma como os mortos se comunicam com Stênio. Os corpos ficam estirados na maca e apenas o rosto deles se move, criando um efeito destoante que incomoda. Do jeito certo, é claro.

Ainda assim, funciona mais como um suspense do que um terror de fato. O verdadeiro inimigo da trama não são as almas penadas que buscam sua vingança, mas sim a culpa descontrolada do protagonista que gradualmente toma controle de sua sanidade.

Nem tudo funciona, o filme dá alguns saltos de lógica para criar um momento chocante que deixam a trama confusa e alguns momentos. Nada que sacrifique a qualidade do longa, mas são os mesmo descuidos que praticamente todos os filmes nacionais de gênero acabam sofrendo.

Ainda assim

Morto Não Fala é uma aposta bastante promissora para a crescente cena de terror nacional com uma direção bem sacada e bom uso dos elementos mais desolados e preocupantes da nossa sociedade para deixar a trama ainda mais sombria. Vale totalmente a experiência.

O longa estreia nos cinemas brasileiros no dia 10 de Outubro.

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Nota
8.5
Nota
O bom
  • Daniel de Oliveira está excelente no papel de Stênio.
O ruim
  • Todos os criminosos aparecem vinculados à religiões da matriz africana e os personagens bonzinhos vinculados à Igreja Evangélica.
  • Direção
    9
  • Roteiro
    8
  • Elenco
    9
  • Enredo
    8
Categorias
CriticasFilmes

Ver também