CRÍTICA | O Chamado 3: terror? Piada? Deixem a Samara no poço!

O Chamado funcionou no 1º. Um pouco no 2º. Mas ninguém devia ter feito um 3º! Sabem o que é pior do que um filme merda de terror? Um...

O Chamado funcionou no 1º. Um pouco no 2º.
Mas ninguém devia ter feito um 3º!

chamado 3Sabem o que é pior do que um filme merda de terror? Um filme que tinha potencial para ser bom, mas, por conta de decisões questionáveis ficou péssimo. Isso sim é pior!

Quando o roteiro já é desastroso, os efeitos claros de filme B, é mais fácil perdoar, colocar em uma categoria “trash” e seguir em frente. Só que, quando este é o terceiro de uma franquia (que não devia ser franquia), quando o primeiro foi bacana, quando estragam a mitologia com acontecimentos totalmente desnecessários… Aí já é pedir demais!

Para quem não lembra, O Chamado conta a história de uma fita VHS que, após assisti-la, o telefone toca e uma criança sussurra: seven days. Ao longo da próxima semana você vivenciará uma série de coisas extraordinárias e assustadoras para, enfim, morrer de susto no sétimo dia. É quando a menina do telefone resolve dar as caras, sair de um poço e da televisão e PÁ! Você vai dessa para melhor.

Nesses sete dias, cada um é marcado por um transtorno diferente e, todos, sem exceção, passam pelo calvário da Samara. E que tal estudar esse fenômeno? É o que o Leonard (Johnny Galecki), de The Big Bang Theory (com outro nome, óbvio), resolve descobrir e monta todo um experimento para avaliar a extensão da vontade da alma após o desencarne. E essa é uma ideia muito boa! Só precisava ter sido mais explorada e montada de maneira mais inteligente. O que não foi feito em Rings / Chamados, título original acompanhado por um AKA O Chamado 3 no próprio IMDB.

Por causa disso, Júlia (Matilda Lutz) assiste a versão digitalizada do pesadelo de Samara mas, ao contrário do que a mitologia já tinha ensinado, não consegue copiar seu arquivo para enviar a outra pobre vítima. E nisso começa uma jornada para descobrir mais sobre o passado da menina do poço e como salvar a protagonista. Again.

Nem vamos entrar no mérito de outros atores, pois é completamente irrelevante para uma crítica. As atuações são difíceis de engolir, mesmo de atores veteranos que sabe lá Deus o motivo de aceitarem atuar aqui. Acho que a crise está afetando mais do que o Brasil…

Quando vimos o trailer um apito soou ao longe e o nariz deu uma torcidinha básica. Mas, ei! O primeiro foi bom e o segundo até que “assistível” e esse próximo promete explorar o que aconteceria se a fita da Samara fosse viral. Afinal, estamos na era das correntes, dos vídeos toscos de WhatsApp, Facebook e afins, e quem quer repassar a maldição para frente óbvio que iria soltar nas mídias sociais. Levantem a mão quem ainda tem um vídeo cassete em casa. Um funcionando e que ainda está em operação. Hum, quase ninguém, né? Qualquer banca de bairro hoje em dia converte VHS em DVD, misericórdia!

Mas não. Ao invés dos impactos globais de uma possível viralização, vemos Júlia entrar na loucura de dar um fim de vez para Samara, em uma justificativa pra lá de “nhé”. Descobrimos como a mamãe poço engravidou e isso é totalmente dispensável. Não agrega nada para a série. Fatos são levantados no começo e plenamente esquecidos até o final, quando finalmente são citados para evitar uma ponta solta, ao mesmo tempo em que não explicam um fato importante: como a Evelyn saiu de lá?

O Chamado 3 pode ser oficialmente riscado da franquia. Além de perder totalmente o tom dos dois anteriores, sai do poço uma Samara adulta! Bem longe da menina originalmente jogada no poço. Esses erros de principiante são imperdoáveis aqui. Assim como focar em uma trama “caseira” ao invés de sonhar grande e levar a fita para o nível global. Essa mediocridade da produção, o desleixo do roteirista e o aparente “dar de ombros” da direção tornaram um produto de sucesso em lixo cinematográfico. O Chamado, ou Chamados, é tão medíocre que conta o final do filme no trailer. Dói o coração ver o que fizeram com ele. Nem sustos tem!!

Boa sorte para engolir esse produto que nem pode ser chamado de quinta categoria. Samara, você já foi melhor.

Comente via Facebook!
Categorias
Criticas

Ver também