CRÍTICA | O Feitiço do Natal (Netflix) é uma comédia romântica natalina

Muita neve, presentes e amor!

O Feitiço do Natal é a primeira comédia romântica natalina lançada pela Netflix neste final de ano

Em uma cidade pequena dos Estados Unidos, Abby (Kat Graham) trabalha como fotógrafa e leva uma vida frustada profissionalmente falando. Sua família claramente não apoia suas decisões, mas seu avô (Ron Cephas JonesThis is Us), dá de presente para a neta um calendário encantado que coloca Abby numa jornada de auto-conhecimento e de encontro com um novo amor.

O Feitiço do Natal – boas atuações e trama cheia de magia

O melhor amigo de Abby retorna para a cidade. Josh (Quincy Brown) viajou pelo mundo sendo fotógrafo e agora resolver ficar em sua cidade natal. Ao retornar, acaba entrando numa fria e passa a trabalhar na barraca de fotos com o Papai Noel ao lado de Abby. Aos poucos, eles reacendem a amizade, mas quando Ty (Ethan Peck), um pai solteiro bonitão, dá bola pra Abby, a jovem se apaixona e se afasta de Josh.

A base da história é a típica receita de bolo que conhecemos, mas o clima de Natal envolve essa comédia romântica com muita neve, presentes, bons diálogos e um elenco, como um todo, que atua bem. O Feitiço do Natal mistura magia e vida real para levar a protagonista em uma trajetória sobre amor pra lá de cativante.

Abby é a típica protagonista do gênero: tem um emprego irrelevante, é atrapalhada e cheia de potencial não utilizado. Seu avô acredita que a neta pode mudar e alcançar seus objetivos, por isso o tal calendário vai parar em suas mãos e dia após dia Abby enfrenta o seu “destino”.

Que calendário é esse?

Uma espécie de casinha de madeira com várias portinhas. A cada dia o calendário abre uma de suas portinhas. Ele começa no dia 1º de dezembro e termina no dia 24. Dentro de cada portinha há um item de natal: uma árvore, patins, doce de bengala, um floco de neve e etc. E cada bibelô vira uma espécia de “profecia” para o dia de Abby. Coisas bizarras acontecem, sempre tendo algum vínculo com o objeto revelado, e Abby passa a se envolver cada vez mais com o calendário tentando prever o que acontecerá com ela.

Sim, é uma graça! Principalmente quando a árvore de natal aparece.

Vale a pena?

Já disponível na Netflix, o longa agrada os fãs de comédia romântica e tem um final típico de conto de fadas. Nada além disso torna a produção especial ou diferente, como vimos em A Barraca do Beijo, mas é sim encantador e uma ótima pedida para ver com as amigas.

Além disso, tanto Ethan Peck como Quincy Brown são dois colírios para os olhos da audiência e, no meio da história, fica difícil qual galã escolher para ficar com a mocinha. (Como se isso fosse possível).

Quincy Brown X Ethan Peck

O Feitiço do Natal é dirigido por Bradley Walsh e ainda conta com Genelle Williams (A Órfã) e Rodrigo Fernandez-Stoll (O Quarto de Jack) no elenco.

Confira outras comédias românticas da Netflix:

Küsses,

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

O Feitiço do Natal
7.8
O Feitiço do Natal
O bom
  • O triângulo amoroso é ótimo
  • O relacionamento de Abby com o avô é cativante
  • Pai solteiro cobiçado? Queremos!
O ruim
  • Não há!
  • Direção
    8
  • Roteiro
    7
  • Elenco
    8
  • Produção / Fotografia
    8
Categorias
CriticasFilmes

Ver também