Confira nossa crítica de O Mistério do Gato Chinês, um filme de fantasia bem diferente e intrigante. Este longa do diretor Chen Kaige chega ao Barasil.

CRÍTICA | O Mistério do Gato Chinês

Confira nossa crítica de O Mistério do Gato Chinês, um filme de fantasia bem diferente e intrigante. Este longa do diretor Chen Kaige chega ao Barasil....

O Mistério do Gato Chinês é uma fantasia intrigante cheia de reviravoltas e visual impressionante

Apesar de ter sido lançado em 2017, O Mistério do Gato Chinês só chega oficialmente no Brasil neste ano. O longa é o mais recente projeto de Chen Kaige, diretor de Adeus, Minha Concubina. O longa é uma belíssima fantasia com visual impressionante, diversas reviravoltas e uma pegada de conto de fadas com um mistério intrigante em seu centro.

O Mistério do Gato Chinês

Dos dias da Dinastia Tang, um misterioso gato demoníaco começa a atacar diversas pessoas na capital. Diante deste evento misterioso, um escrivão do imperador que sonha em ser poeta chamado Bai Letian (Huang Xuan) e um monge budista chamado Kūkai (Shōta Sometani) começam a investigar a origem da criatura em uma complexa trama começada duas décadas atrás envolvendo o imperador (Zhang Luyi), sua consorte (Sandrine Pinna) e um belíssimo baile que culminou em traição e tragédia.

Guiados em parte pelo gato, a dupla visita diferentes lugares e através de ilusões vão aos poucos unindo as peças que explicarão o porque do surgimento da criatura e o que ele busca vingar.

Fantasia com pegada diferente

Não são poucos os filmes chineses com visual impressionante e premissa fantasiosa. O que chama a atenção de O Mistério do Gato Chinês é como a escala épica e o visual rico servem apenas de plano de fundo para a trama central que essencialmente é o que diz no título: um mistério.

E neste mistério, por mais fascinante que seja, existem alguns problemas de roteiro. Toda boa trama que envolve um mistério, os personagens são introduzidos no primeiro ato e gradualmente o “investigador” vai desvendando o que aconteceu. O que torna a narrativa envolvente é a audiência acompanhar a dedução do protagonista e tentar descobrir quem é o “culpado”. Parte da graça é tentar deduzir por conta própria antes do desfecho. O que atrapalha um pouco aqui, já que boa parte dos personagens em torno do mistério do gato são introduzidos apenas no terceiro ato, e muitos são jogados na trama sem grande importância, apenas para surgir depois com um destaque muito maior. Assim fica difícil acompanhar. Afinal, como assistir um mistério que corre para jogar todas as informações e personagens apenas no terceiro ato?

O gato demoníaco não é necessariamente um antagonista, mas sim o pivô da trama e parte do que o torna intrigante perde um pouco o fôlego quando ele simplesmente para e explica para os personagens o que está acontecendo. Uma quebra da tradição do “mostre, não fale”.

Mesmo assim, é um longa fascinante. Um conto de fadas repleto de visuais ricos e uma história que não se vê sempre nos cinemas. Fica a dica para quem busca uma opção de entretenimento um pouco diferente em plena temporada de blockbusters.

O Mistério do Gato Chinês estreia dia 25 de Julho de 2019.

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Nota
7.8
Nota
O bom
  • Visuais incríveis, cenários fantásticos, típico das grandes produções chinesas.
O ruim
  • O CGI do gato podia ser um tiquinho melhor.
  • Direção
    8
  • Roteiro
    7
  • Enredo
    8
  • Elenco
    8
Categorias
CriticasFilmes

Ver também