[CRÍTICA] PC Siqueira estrela série de humor ‘Caravana no Ar’ no canal TBS

Estreia hoje, às 00h00, a série humorística ‘Carava no Ar’ com PC Siqueira e Juliano Enrico TBS investe na comédia nacional. De logo reformulado para expor sua identidade mais...

Estreia hoje, às 00h00, a série humorística ‘Carava no Ar’
com PC Siqueira e Juliano Enrico

TBS investe na comédia nacional. De logo reformulado para expor sua identidade mais moderna e jovem, a emissora lança hoje, 15 de maio, seu novo programa de humor que reúne diversas celebridades das plataformas de conteúdo online como o YouTube e Vine. Caravana no Ar, “roteirizado” no improviso, assinado por Juliano Enrico, propõe piadas que subvertem os clichês das celebridades e suas personalidades com quadros de improvisos, uma mini-série teen que brinca com os estereótipos dos filmes de colégio da década de 90, e piadas sarcásticas sobre o cotidiano. Tudo isso, em uma estrutura de programa de auditório onde Siqueira e Enrico entram em conflitos de  ideias, brincam, se zoam e, de certa forma, também tiram sarro desta estrutura que ainda são investidas pelos canais abertos.

Com muitos comentários babacas e pouco divertidos, Caravana no Ar, também investe em trazer para a TV um pouco do comportamento atual dos consumidores obsessivos por serviços On Demand e que se tornam vitimas da possibilidade de ver, ou rever, séries em suas totalidades, deixando de lado a vida pessoal. Satirizam, de forma excêntrica e escrachada, a dependência dos smartphones e o quanto as pessoas canalizam energia em suas vidas virtuais. Será que tem potencial?

Carava no Ar, ao longo de 18 episódios de 25 minutos cada, também traz para a TV o curto mundo dos Viners, a plataforma de vídeos de até 9 segundos, que alavancou o surgimentos das celebs online, inclusive do próprio Victor Meyniel, um dos integrantes do programa. Mayniel dá vida a uma entrevistadora desesperada que atropela seu entrevistado com deduções e histeria. Uma peculiar e ágil forma de criticar a impulsividade de algumas personalidades que precisam expor suas opiniões. Durante a coletiva de imprensa, Meyniel citou que sua inspiração foi uma “cantora” de rap famosa do Brasil que adora preparar o show das poderosas… mas não vamos citar quem é.

PC Siqueira e Juliano Enrico, que até então nunca tinham trabalhado juntos, mesmo ambos serem ex-MTV , mostram bastante entrosamento em palco e em suas alfinetadas, mantendo o expectador entretido entre os blocos do programa.

Os quadros de Game Show não tem um elenco fixo, alternando entre os atores teatrais de improviso Bella Marcatti e Allan Benatti, ao lado do ex-CQC Ronald Rios – que garante as risadas mais naturais – e Cacau Lemos, outra Viner bem conhecida. Aliás, o timing de humor dos Viners é bem atraente e suas aparições ao longo da série entram para o hall de “melhores momentos”.

Algumas interações com tela verde, trocadas no programa para um carrossel e uma ponte sob o mar, contam com piadas roteirizadas mas que não chegam a lugar algum. O humor do Caravana no Ar é para quem acompanha este mundo de celebridades virtuais, tendo diversos momentos que soam como sem graça e banal demais. Por mais que a TBS tenha tentado adaptar para a TV, a emissora depende de sua audiência pagante já que somente o primeiro episódio será disponibilizado online. Ao longo das semanas, além das reprises, quadros serão divulgados para que o público procure na TV o conteúdo completo. Uma jogada ousada.

Caravana no Ar tem potencial para uma segunda temporada, mas fica a dúvida se a zoação com clichês das celebridades e quadros de improviso reciclados sustentarão a série. Não é de todo ruim, mas ainda precisa de muito arroz e feijão para ficar melhor, principalmente, quando um dos pontos “altos” do começo da temporada revive o infeliz comentário do Rafinha Bastos: “Eu comeria ela, e o bebê” feito em 2011.

Caravana no Ar estreia hoje, 15 de maio, às 00h na TBS.

Küsses,

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Críticas

Ver também