Sharp Objects episódio 6 cherry

CRÍTICA | Sharp Objects (Objetos Cortantes) - Episódio 6 - Cherry

Com uma mãe dessas, Camille já deveria estar morta!

Faltam dois episódios para acaba Sharp Objects e uma coisa é fato: Adora é uma torturadora psicológica 

O sexto episódio da minissérie Sharp Objects, intitulado “Cherry”, é ainda mais agressivo. A relação de Adora e Camille não melhorou, Amma está fora de controle e uma nova pista sobre o assassino surge em tela. Tudo isso, com toda certeza, para confundir a cabeça daqueles que nunca leram o livro. O resultado é repugnante, mas estranhamente atraente.

Sharp Objects – SE1EP6 – Cherry

Conhece o jargão “Cereja do bolo”? Pois é…É nesse clima de sedução de chuchu em calda com corante, que Sharp Objects estabelece a sexta parte de uma trama extremamente vulgar e violenta. Camille transou com o Richard e vive uma espécie de flerte erótico com o garanhão, mas nada além disso. Enquanto isso, Adora se irrita ainda mais com a presença de sua filha na cidade e surge – literalmente do nada – a bicicleta de uma das vítimas no lago do matadouro de porcos da família.

Com isso, não surgem novas suspeitas em cima da Adora, é impressionante como ela sempre sai “ilesa” ou é considerada apenas uma boa samaritana com a investigação toda. Pior: Camille suspeita da mãe, mas ao mesmo tempo não a confronta. Parece que quanto mais próxima do assassino a jornalista chega, mais louca e fora da realidade ela fica.

Amma segue inconsequente, mas querendo criar um estranho laço com Camille. As duas vão para a “balada”, usam entorpecentes e Adora não curte a influência de Camille na jovem. E mal sabe ela que é a má influência vem da filha mais nova.

Entre um gole e outro, um trago e outro, Ashley quer ser entrevistada novamente por Camille. Sua relação superficial e extremamente controladora com John Keene leva Camille a dar uma segunda chance para a moça. Ao chegar na residência do casal, ela presencia Amma tentando seduzir John. Ashley chega, irrita Camille, mas acaba – sem querer – revelando que ela tem um estranho machucado na orelha, como se fosse uma mordida.

Especulações

Sharp Objects chegou naquele episódio que só estabelece relações entre personagens e desvia a atenção da audiência da verdade. Por mais que Camille acabe relembrando das cenas dos assassinatos após ver o machucado de Ashley, isso não aponta para alguma suspeita. Mas levanta a possibilidade de Ashley ser uma das tentativas de assassinato do serial killer e ela, por algum motivo, está protegendo sua identidade. Seria John o verdadeiro culpado dessa história? Existe uma tensão sexual e um desejo das moças pelo rapaz, é impossível não ignorar isso, mas ele está MUITO abalado pela perda da irmã e é apenas um corpo gostoso que perambula pela cidade.

Outro ponto que ainda não descartamos é de Amma estar envolvida na morte dessas jovens como uma forma de vingança pelo jeito como é tratada pela sua mãe. Voltamos a dizer: com uma mãe daquela, qualquer filha desejaria estar morta. Mórbido, sim. Mas se coloquem no lugar das três filhas da matriarca. Sim, você vai soltar um “puta que pariu” quando parar pra pensar. Adora é uma assassina psicológica, sua personalidade mata qualquer um.

Além disso tudo, a porra do xerife da cidade tem algo com Adora. O marido de Adora segue manipulado por ela. E por que caralhos Jackie O’Neill parece saber MUITO sobre a vida de Adora? Aliás…Richard a pega visitando a área onde a segunda vítima foi encontrada morta. Uma suspeita surge no ar, mas o episódio não aprofunda.

E sabe o lance da cereja? É que ela é uma fruta suculenta, tentadora, mas quando é feita de chuchu seu sabor é falso. Como tudo em Wind Gap. Que série maravilhosa.

Küsses,

Comente via Facebook!

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

9.3
O bom
  • Tensão. Isso não muda na série, apenas intensifica. AFFFF!!!
O ruim
  • Tamu bravo com esse xerife...bundão!
  • Direção
    10
  • Roteiro
    9
  • Elenco
    10
  • Produção/ Fotografia
    8
Categorias
CríticasSéries

Ver também