CRÍTICA | Sharp Objects (HBO) – Episódio 7 – Falling

Finalmente temos uma assassina!

Falling revela algo assustador e é o episódio mais tenso de Sharp Objects

OMG…Que episódio foi esse? SPOILERS, SPOILERS E MAIS SPOILERS a seguir. O sétimo episódio de Sharp Objects revela que Adora matou sua filha, irmã de Camille.

Falling

“Queda”, a tradução do nome do episódio reflete exatamente como a audiência se sente ao assistir esta parte da trama. Foram tantas emoções que nem sabemos por onde começar, mas vamos lá.

John é preso. A polícia encontra sangue de uma das vítimas em baixo de sua cama.  Ashley ajuda a polícia como uma forma de vingança por John não encostar nela. E enquanto a polícia caça o jovem, Camille vai atrás dele pra tentar ajudá-lo.

Afastados da cidade, os dois enchem a cara e acabam num motel. Camille transa com John por ele simpatizar com a jornalista, não ter preconceito com o seu corpo e se sentir atraído por ela. Uma atração pesada, visto que John lê o corpo de Camille enquanto a seduz. Uma cena extremamente impactante.

Síndrome de Münchausen

Camille também procura Jackie, que sabe muito sobre o passado de Adora. Entre um gole e outro num Bloody Mary – drink sugestivo para a ocasião – ela revela para Camille que sua mãe matou Marian Crellin, sua irmã. Ao longo do episódio, entendemos que Adora mantinha a filha doente por meio de um xarope caseiro para que ela pudesse sempre ser dependente da mãe. Além disso, todos os pedidos de autópsia do corpo da jovem foram negados e todos os laudos de seu estado de saúdo são inconclusivos.

A Síndrome de Münchausen, doença que a pessoa finge estar doente o tempo para ser cuidada, toma conta da trama numa virada fúnebre. Camille passa a entender todo o relacionamento de sua mãe na juventude, bem como a enxergar os fatos que a deixaram traumatizada. Cortar o seu corpo foi uma forma de fortalecer sua rebeldia e isso a salvou de Adora. Haja estômago pra assistir Sharp Objects.

Camille está desesperada

Com tudo isso em mente, além de Richard não olhar mais na cara dela após o flagrante com John, ela perde as estribeiras e liga para seu chefe. Ele a manda retornar para casa, mas a jornalista resolve que precisa finalizar esse assunto. Jantar com climão vem por aí!

Especulações

Algumas visões de Camille apontam que a Mulher de Branco que matou as duas jovens é Adora. Mas ainda não descartamos a possibilidade do assassino ser o xerife da cidade. John certamente será solto, Ashley também tem um rabo preso nessa história – já que ela tem a mordida na orelha e sangue da vítima em sua casa sem explicações, e Jackie aparenta saber mais coisas podres de Adora.

O por que ninguém ferra ela? Bem, esperamos entender isso no último episódio que vai ao ar domingo, dia 26 de agosto.

Sharp Objects (Objetos Cortantes) não é uma série para ser popular, é chocante e trás muitos temas a serem debatidos com atenção quando o tema é relacionamento mãe e filha. Apesar de tudo, a obra segue extremamente interessante e envolvente. Mesmo que seu estômago dê um entorse ao longo dos episódios.

Quem é o assassino em Sharp Objects? Saberemos em breve.

Küsses,

Comente via Facebook!

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

10
O bom
  • TUDO! Episódio perfeito.
O ruim
  • Estômago...tem que ter estômago. Não coma antes de ver esse episódio.
  • Direção
    10
  • Elenco
    10
  • Roteiro
    10
  • Produção/ Fotografia
    10
Categorias
CríticasSéries

Ver também