Sócrates filme Christian Malheiros

CRÍTICA | Sócrates (2019)

Christian Malheiros é o ator que veio para brilhar!

Sócrates é um filme que te fará pensar

Christian Malheiros é a nova estrela nacional. Após sua bombástica estreia em Sintonia, o jovem ator está mais do que em alta. Além do sucesso da série da Netflix, Malheiros já esteve em palcos de teatro e agora invade os cinemas com o seu primeiro projeto em longa-metragem. Sócrates é um filme independente, de baixíssimo orçamento, produzido pelo Instituto Querô, que capacita jovens em áudio-visual, vencedor de 10 prêmios internacionais e que agora, finalmente, chega às telas brasileiras com algo a dizer.

A história de Sócrates

Sócrates (Christian Malheiros) é um menor de idade que acaba de perder sua mãe. Desamparado pelos conhecidos, pela família e pelo sistema, acompanhamos sua luta diária por uma oportunidade de trabalho e pela alento de poder confiar em alguém.

Sozinho, na rua e desamparado, ele conhece Maicon (Tales Ordakji), um jovem um pouco mais estruturado que consegue dar a Sócrates um respiro nesse movimento intenso de busca por uma situação digna. Os dois se envolvem e firmam com suas diferenças que a necessidade de pertencer à sociedade requer sacrifícios pessoais e que contos de fadas só funcionam no imaginário.

O relato do dia-a-dia de Sócrates é triste e violento. É na interpretação emocionante de Malheiros que entendemos que o sistema social do país não funciona, que jovens de 16 anos não são amparados e que homofobia é tão cruel quanto uma vida miserável. O roteiro de Sócrates não perde tempo levantando bandeiras política e social, ele apenas exibe por meio de uma fotografia cinza e uma câmera nervosa nos rostos dos personagens de que a pobreza e a solidão levam as pessoas a cometerem atos falhos.

A experiência de assistir Sócrates é marcante. Ao longo dos seus 71 minutos, nos identificamos com cada passo dos personagens, com cada momento e desenrolar. É impossível não sofrer com e por Sócrates, que carrega esse nome como uma homenagem ao ídolo do Corinthians.

Vale a pena?

O longa, no final, é um documentário íntimo sobre uma realidade que permeia no país e que talvez nunca tenha solução. A parte interessante é que o futuro de Sócrates no longa fica por conta dos nosso imaginário. Será que ele consegue se firmar? Será que o crime será o caminho? O que acontece com Sócrates vai da forma como você degusta sua história e esse resultado é o que firma o longa como uma obra de arte nacional. No final do dia, a audiência é que dá a sentença ao jovem.

Principais prêmios de Sócrates

1. Vencedor Film Independent Spirit Awards, Someone to Watch
2. Film Independent Spirit Awards, Christian Malheiros
3. Vencedor, Mannheim-Heidelberg Film Festival, Melhor Ator
4. Vencedor, Thessaloniki Film Festival, Menção Honrosa e Prêmio Mermaid
5. Vencedor, Miami Film Festival, Melhor Primeiro Longa
6. Vencedor, Festival do Rio, Prêmio Félix
7. Vencedor, Mostra de São Paulo, Menção Honrosa
8. Vencedor, Woodstock Film Festival, Prêmio Ultra Indie
9. Vencedor, Festival Mix Brasil, Melhor Filme, Diretor, e Ator
10. Vencedor, Festival de Uruguay, Melhor Primeiro Longa

Dirigido por Alexandre Moratto, Sócrates estreia dia 26 de setembro nos cinemas, sob distribuição da O2 Play e vale cada minuto.

Küsses,


Entrevistas com o Christian Malheiros:

Comente via Facebook!
Nota:
9
Nota:
O bom
  • Sem enrolação, o filme é realista demais!
  • A interpretação de Christian Malheiros é fenomenal!
O ruim
  • Não há!
  • Direção
    8
  • Roteiro
    10
  • Elenco
    10
  • Produção/Fotografia
    8
Categorias
CriticasFilmes

Ver também