Turma da Mônica Laços filme 2019

CRÍTICA | Turma da Mônica - Laços estreia dia 27 de junho

Preparem-se para amar, ainda mais, a turminha da Rua do Limoeiro. Turma da Mônica - Laços chega nos cinemas para te emocionar do começo ao fim....

Turma da Mônica Laços chega nos cinemas de 27 de junho e você precisa assistir 

A Rua do Limoeiro ganhou uma versão real. Com ela, entre casas térreas e jardins cercados, Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão também se tornam realidade. Das páginas das HQ’s para uma Graphic Novel emocionante, Turma da Mônica Laços inspira um live action impecável que certamente mexerá com os corações de diversas gerações que cresceram lendo as histórias de Mauricio de Sousa, o nosso “Stan Lee Brasileiro”.

O projeto demorou mais de quatro anos para sair do papel, mas finalmente chega nos cinemas pelas lentes do talentoso Daniel Rezende, diretor nacional consagrado por seus trabalhos com BINGO – O Rei das Manhãs, O Mecanismo (série da Netflix), Tropa de Elite 1 e 2 (2007 e 2010) e por Cidade de Deus (2003), projeto que o levou a concorrer o Oscar e garantiu o BAFTA de Melhor edição/montagem.

Com um currículo desse, era impossível pensar em outro diretor brasileiro que tivesse a sensibilidade necessária para tirar a Turma da Mônica do papel. E foi com a sua experiência que ele bateu na porta do Mauricio de Sousa para pedir que Laços fosse adaptado por ele. O resultado? Melhor impossível.

Turma da Mônica – Laços

A Graphic Novel lançada em 2013, pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, como parte do projeto Graphics MSP, espaço que consiste em histórias dos personagens do estúdio elaboradas por outros artistas brasileiros que trazem seus estilos aos clássicos personagens, foi um grande sucesso. Venceu diversos prêmios e ainda garantiu essa empreitada de ser lavada para o cinema.

A história é simples: roubaram o Floquinho e a turminha decide resgatá-lo. O longa tem espaço para explorar personagens que não aparecem na graphic e de estabelecer, realisticamente, como seriam Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão na “vida real”. Com o equilíbrio afiado entre lúdico e mundo real, Turma da Mônica – Laços é um filme que leva a audiência viajar por mais de 60 anos de histórias, emociona por tamanha doçura e leveza e ainda impressiona pelo cuidado da produção ao criar esse universo sem descaracterizar o que lemos há anos.

A Turma da Mônica “real”

Giulia Benite, Kevin Vechiatto, Laura Rauseo e Gabriel Moreira foram os quatro escolhidos entre milhares de crianças para viver Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão, respectivamente. E como atores mirins, eles conseguiram incorporar os personagens dentro da liberdade criativa que um projeto cinematográfico permite. E novamente a pergunta: “E o resultado?”. Resposta: Impecável.

Somado a um ótimo time de atores e direção, Turma da Mônica – Laços é mais um passo audacioso dentro da Mauricio de Sousa Produções, e mesmo sem chegar nos cinemas, o sucesso já é algo firmado. Tanto que mais dois filmes foram anunciados.

O Louco de Rodrigo Santoro

Para fechar com chave de ouro, o longa ainda garante a participação de Rodrigo Santoro como o Louco, certamente uma atuação que marcará a carreira do ator. Inclusive durante entrevista, Rezende afirmou que o Rodrigo foi praticamente intimado a interpretar o personagem e que logo começou a bater a agenda do astro com a produção do longa.

Santoro, munido de uma peruca bizarra e uma prótese de nariz, cria a melhor forma “real” deste personagem que segue seu mito: seria ele verdadeiro dentro do universo da Turma da Mônica ou apenas fruto da imaginação do Cebolinha? O Louco não está presente na graphic, mas chega no longa de forma inusitada e totalmente criativa, trazendo para a narrativa um ponto muito importante para a jornada do Cebolinha como “líder” – entre uma coelhada e outra da Mônica, da missão de resgate do Floquinho.

A trilha sonora

Um outro ponto que torna este filme deslumbrante é a sua trilha sonora. Assim como toda a produção do longa e elenco, quem sentou para criar as músicas do filme também deve ser um leitor educado por Mauricio de Sousa. Desde o começo, até a música original de Tiago Iorc, a trilha entra na cabeça e carrega toda a tensão da aventura dos amigos da Rua do Limoeiro.

Vale a pena?

No final das contas, a MSP realizou um sonho de muitos brasileiros. Finalmente temos uma ideia de como seria a turminha na vida real. O filme te encantará do começo ao fim, conta com vários easter eggs do universo e carrega todo o peso sobre amizade verdadeira que nós sempre acompanhamos nos gibis e almanaques.

O charme de ter um Cebolinha que troca o R pelo L, da Magali perpetuamente com fome, do Cascão com medo de água e de uma Mônica que detesta ser zoada, este é o filme que nós fãs merecíamos e fica aqui nossa homenagem e agradecimento por Mauricio de Sousa, aos seus 83 anos, ainda nos proporcionar tamanha emoção.

Assista no cinema, leve a família.

Turma da Mônica – Laços estreia dia 27 de junho.

Küsses,

Confira nossas entrevistas exclusivas: 

Comente via Facebook!
Nota:
10
Nota:
O bom
  • Você verá MUITOS personagens, alguns até "esquecidos"
  • A Turma do Penadinho marca presença
  • Tem uma participação muito especial
  • Titi, Jeremias, Maria Cascuda... queremos todos de volta no próximo filme!
  • Ravel Cabral como o Homem do Saco te fará ficar tenso e dar muitas risadas!
O ruim
  • Não há!
  • Direção
    10
  • Roteiro
    10
  • Elenco
    10
  • Produção / Fotografia
    10
Categorias
CriticasFilmes

Ver também