CRÍTICA | TWD | SE07 – EP09 e EP10 – Bora juntar os amigos para brigar?

TWD prepara o campo de guerra em dois episódios importantes para a trama Alexandria, Hilltop e O Reino precisam se unir para derrubar o Negan. Já estamos carecas de...

TWD prepara o campo de guerra em
dois episódios importantes para a trama

Alexandria, Hilltop e O Reino precisam se unir para derrubar o Negan. Já estamos carecas de saber disso. Os episódios 9 e 10 da sétima temporada de TWD trouxeram novos ares para a trama. Além de uma trilha sonora mais industrial e novidades armamentistas dos errantes, embarcamos em dois episódios de peso para a grande guerra contra o Negan.

A grande reunião em TWD

Rick precisa reunir os três povoados, mas convencer os líderes é bem complicado. Bem ou mal, Hilltop e O Reino vivem adequadamente sob as regras de Negan. Uma vez por semanas os caras vão lá, pegam suprimentos e caem fora. Para falar a verdade, o que mais irrita não é ter que fornecer coisas para o Negan e sim aguentar o comportamento folgado e ameaçador da trupe do big boss.

Imaginamos que em um cenário pós-apocalíptico seja difícil tentar ser bom-moço. TWD comprovou que todos os seus personagens, ditos como heroicos, já se corromperam e estão preparados para matar humanos, não só os errantes. Ainda assim, torcemos para eles, pois é a opressão do Negan que está fodendo tudo e Rick está “certo” em suas decisões.

Essa ambiguidade que oculta o comportamento errático de ambos os lados é a grande cereja do bolo em TWD. Vamos lá: Rick quer se vingar. Seus amigos foram brutalmente assassinados porque a turma de Alexandria MATOU uma galera na base do Negan, em um ataque bastante covarde: muitos estavam dormindo. Em resposta, Negan também matou. Agora, nenhum dos dois lados está certo, mas sempre teremos aquela pontinha de raiva do Rick, já que ele “meio” que começou tudo, né?

E a Carol?

Carol nessa merda toda, se afastou. Talvez ela tenha sido a única a tomar uma decisão coerente. Ou pior: talvez tenha sido a única a ter peso na consciência pela matança desvairada.

Independentemente disso, os fãs já tomaram o lado de Rick. Acompanhamos o policial há sete temporadas. Toda hora ele se ferra e agora com o Negan não será diferente. Mesmo sendo o pivô da trama desta fase, ainda assim queremos vê-lo se dando bem.

O Rei não está muito confiante de que este seja o caminho. Talvez Ezekiel tenha se impressionado com as consequências que Carol lida psicologicamente, justamente por causa das decisões de Rick. Talvez, seja falta de culhões.

Já Hilltop, liderado por um beberrão, era bem esperado de que não fornecesse ajuda. Jesus tentou e nem ele conseguiu. Ainda assim, alguns integrantes da comunidade querem ajudar. É assim que o pelotão de Rick começa a ser formado.

Surge um grupo novo. Isolados em uma espécie de ferro velho – o qual fomos apresentados em uma terrível cena de tela verde de baixo orçamento – a líder dessa galera nova procura armas e vingança. Rick é “jogado aos leões” para provar algo. Obviamente que Michonne acaba dando uma ajudazinha e Rick se livra do errante que usa uma armadura.

Não entendemos muito onde que essa galera do ferro velho vai se enfiar e nem o porquê. Apesar da fraca tentativa de “matar” o Rick – não matar, mas o fecharam numa área com um errante “armado” – esse novo grupo está disposto a ajudar. Eles precisam de armas, então além dos suprimentos para os Salvadores, Rick ainda precisa armar essa galera. Tá vendo como ele só se mete em confusão?

E agora?

Basicamente vimos as primeiras respostas e decisões de Hilltop e do Reino. Se Negan tem conhecimento de que eles estão se unindo, já não sabemos. Mas que, de certa forma, seria lindo termos infiltrados dos Salvadores no novo circo que o Rick está armando, ah seria! Não desejamos a morte de Rick, mas esse lance Esparta versos Troia está fora do controle e a chance dos roteiristas se enrolarem é grande demais.

Agora, nos resta aguardar as cenas dos próximos capítulos. E fica a pergunta: Você tem certeza de que está torcendo para o Rick?

Küsses,

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Críticas

Ver também