Um Pequeno Favor Blake Lively e Anna Kendrick

CRÍTICA | Blake Lively e Anna Kendrick são melhores amigas! #sqn

Longa estreia dia 27 de setembro e você precisa levar sua melhor amiga para o cinema

Toda relação de amizade pode começar com Um Pequeno Favor

Sabe aquele lance de “os opostos se atraem”? Pois é, em Um Pequeno Favor não é diferente. Stephanie (Anna Kendrick) é uma dona de casa, viúva, vlogueira que vive para cuidar da casa e de seu filho. Emily (Blake Lively) é uma executiva do ramo da moda que adora tomar martinis às 15h e, eventualmente, ser uma mãe presente na vida do filho.

Um dia seus caminhos se cruzam, já que os filhos viram amigos de escola. De um lado, Stephanie é uma mãe precisando relaxar. Do outro, Emily é uma mãe precisando ser mais presente. Juntas, elas desenrolam uma estranha amizade, abrem seus segredos mais íntimos, compartilham ideias e Emily passa a pedir muitos favores para sua nova amiga. Até que um dia… Emily desaparece.

Onde está Emily?

Stephanie tem um vlog voltado para as mães. Ela ensina receitas saudáveis, dá dicas de saúde, de brinquedos feitos em casa e etc. Numa pegada “mãe blogueira com muito tempo livre”, seu vlog é sua distração e verdadeira companhia. Até Emily entrar em sua vida, Stephanie levava uma vidinha bem caseira e provinciana.

Com o sumiço da amiga, ela passa a usar o vlog para tentar encontrar Emily. Aos poucos, entre uma dica e outra, ela abre os detalhes de seu desaparecimento, sempre tentando manter a boa imagem que Emily tanto se esforça para manter. Imagine que a mãe, executiva, rica, phyna, elegante, iria abandonar seu marido e filhos perfeitos, né?

Stephanie começa a mostrar um outro lado seu. Determinada, ela mesma passa a investigar o paradeiro da amiga. Viaja até Nova York, procura a empresa onde Emily trabalhava, encontra seus pais e até um antigo acampamento que Emily frequentava. Muitos segredos surgem em tela e a trama se revela extremamente tensa.

Encontram a Emily?

Não só encontram, como o desenrolar disso é chocante. Stephanie muda com o desaparecimento da amiga, ela passa a ser vista de outra forma pelos pais e mães da escola dos meninos e a nossa viúva caipira se vê na oportunidade de viver um pouco do glamour da vida de Emily. Falar mais do que isso, é entregar todo e qualquer spoiler de Um Pequeno Favor.

Vale a pena?

Se você for fã de Dinastia (Netflix) e Riverdale (Netflix), este filme é para você. Um Pequeno Favor oferta uma trama com vários plots, tem personagens caricatos e carismáticos, uma ambientação provinciana que conversa e potencializa o sumiço de Emily (cidade fofoqueira, sabe?), duas protagonistas de peso e um final surpreendente.

Blake Lively como a madame dos drinks e Anna Kendrick como a mãe certinha formam uma dupla incrível em tela e carregam as duas horas de filme numa boa. E para ajudar, ainda temos a barriga tanquinho e o charme de Henry Golding (Podres de Ricos) como o marido de Emily, Sean.

Paul Feig sabe contar uma história envolvente voltada para o público feminino e não desaponta com Um Pequeno Favor, o diretor é responsável pelo A Espiã que Sabia de Menos (2015), Caça-Fantasmas (2016), Missão Madrinha de Casamento (2011) e Professora Sem Classe (2011).

O longa estreia dia 27 de setembro no Brasil sob distribuição da Paris Filmes e vale muitos martinis.

Küsses,

Comente via Facebook!

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

8.3
O bom
  • Preparem-se para muitas reviravoltas.
  • Clima de suspense e tensão o tempo todo.
  • "Quando a esmola é demais, o Santo desconfia..."
  • Anna Kendrick em um dos seus melhores papéis da carreira.
  • Lively dá um show!
O ruim
  • Não tem. É difícil achar um ponto ruim neste longa. A história é bem contada. FIM.
  • Direção
    8
  • Elenco
    10
  • Produção/ Fotografia
    7
  • Roteiro
    8
Categorias
CriticasFilmes

Ver também