crítica de Uma Aventura Lego 2

CRÍTICA | Uma Aventura LEGO 2 – divertido, mas ainda te faz pensar

Everything is Awesome! Confira nossa crítica sem spoilers de Uma Aventura Lego 2, o novo filme da franquia mais maluca dos cinemas! 100% sem spoilers....

Uma Aventura LEGO 2 vive naquela balança tênue entre absurdo e inteligente

Uma Aventura LEGO é uma animação fantástica. Além de usar os tijolinhos LEGO para misturar diversas propriedades da cultura pop para criar situações humorosas, teve um roteiro brilhante, que não fugia do comercialismo descarado da premissa, mas a celebrava e até mesmo mostrava que não existe nada de errado em ser consumista… Contudo que você respeite a experiência alheia e não tente engessar o jeito de brincar e se divertir. Para onde Uma Aventura LEGO 2 poderia ir com isso?

Uma Aventura Lego 2

Logo na sequencia do primeiro filme nossos heróis mal conseguem celebrar a vitória. Uma raça de alienígenas construídos com LEGO Duplo (a coleção infantil) invadem a cidade e destroem tudo. Cinco anos depois, Brickburg virou uma terra pós-apocalíptica estilo Mad Max. Todo mundo virou durão com armaduras feitas de correntes e equipamento de hockey, com moicanos e nomes violentos. Todo mundo, exceto Emmet (Chris Pratt) que segue sua rotina alegre e distraído. Lucy (Elizabeth Banks) entra com tudo na narrativa pós-apocalíptica, filosofando sobre a dureza de sua existência e a frieza no coração do guerreiro. Aquela boa e velha ladainha pseudo-madura que Zack Snyder gosta de colocar em seus filmes para ficar com ar de adulto.

Eventualmente, uma emissária dos alienígenas aparece e leva os heróis, incluindo Batman (Will Arnett), Uni-Gata (Alison Brie), Barba de Metal (Nick Offerman) e Benny (Charlie Day). A dimensão dessas criaturas fica além dos limites do universo LEGO (a porta do porão do primeiro filme). Lá, conhecem a Rainha Watevra Wa’Nabi (Tiffany Haddish) que quer se casar com um deles para evitar o Mamageddon que irá destruir ambos os universos.

Vilões ou não?

Sem dar spoilers, aprendemos que os vilões não são exatamente malvados e que a predisposição dos heróis de querer ser durões, violentos e cheios de diálogos, que ficariam muito bem ornados no topo de uma gárgula em um arranha-céu em Gotham City, traz consequências e aliena aqueles que pensam diferente.

Assim como no primeiro filme, Uma Aventura LEGO 2 faz uso de uma narrativa moldura para contar a aventura dos bonequinhos. Como no primeiro, o vilão era uma figura representativa do pai da família e os heróis representavam o filho tentando se conectar com ele. Nesse longa o conflito também envolve uma desavença familiar. Mas como já é de se esperar dessa franquia, que tem uma superfície bobinha, mas uma profundidade surpreendente, os argumentos feitos sobre como consumimos entretenimento e como entendemos o que é conteúdo adulto e infantil, especialmente numa época onde grandes propriedades precisam ser cada vez mais abrangentes, vai te fazer pensar.

Porém

Vale ressaltar que em termos de roteiro, o filme é um pouco zoneado e o ritmo inconsistente. O primeiro filme da franquia era recheado de paródias, comentários ácidos sobre cultura pop e até piadas com as diferentes franquias LEGO. A sensação neste é que faltaram piadas para preencher a velocidade de metralhadora que o enredo pede. Assim, existem grandes trechos onde o filme mantém uma energia maníaca, mas não preenche isso com coisa alguma.

E mesmo com grandes ideias sendo jogadas no meio da frenesi de piadinhas e cores, a mensagem no coração do filme é que, sempre que possível, devemos deixar nossas crianças interiores brincarem um pouco.

Seria isso uma mensagem positiva ou o resultado de um cálculo frio e cínico de sinergia corporativa para estimular a compra de brinquedos licenciados da franquia?

Difícil né?

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Nota
7
Nota
O bom
  • Qualquer filme que tira sarro de Liga da Justiça tem seu mérito.
O ruim
  • A dublagem faz umas derrapadas com a tradução e o português não é rápido suficiente para o diálogo de metralhadora do filme.
  • Direção
    8
  • Roteiro
    7
  • Elenco
    7
  • Enredo
    6
Categorias
CriticasFilmes

Ver também