Dia do Orgulho Nerd

Dia do Orgulho Nerd | Você se orgulha de ser nerd?

No dia 25 de maio celebramos o Dia do Orgulho Nerd e o Dia da Toalha

Feliz Dia do Orgulho Nerd!

Pois é pessoal. Os nerds venceram, vamos comemorar. É bizarro pensar que a série mais popular na televisão é uma fantasia medieval com dragões e magia e que um filme sobre super heróis hoje levanta mais dinheiro que o PIB de um país europeu.

Hoje, para quem não sabe, é o dia para comemorar todas aquelas corajosas almas que achavam aula de educação física um porre e sabiam esconder o gibi dentro da apostila do colégio.

O Dia do Orgulho Nerd

Esse dia começou para celebrar alguns pilares do que eventualmente se tornou a cultura nerd. O dia comemora a estreia de Star Wars no cinema (muito antes de subtítulos e episódios numerados, o filme só se chamava Star Wars) e o Dia da Toalha, que comemora o Guia do Mochileiro das Galáxias.

Para fazer algo um pouco diferente, decidimos juntar um pessoal que sempre está conosco nas nerdices para falar sobre sua primeira vez…

“Qual foi a sua primeira experiência nerd?”


Juliana Varella (No Caderno da Ju):

Acho que sempre fui nerd (tipo, SEMPRE), desde o sentido antigo e menos popular da palavra… Mas provavelmente devo minhas primeiras paixões geeks à TV Manchete e a todas as tardes que passei esperando pela dobradinha “Cavaleiros do Zodíaco” e “Sailor Moon”, no sofá da minha avó junto com meu irmão, gritando “cólera do dragão!” e “pelo poder do prisma lunar!


Ricardo Campos (Rockarama):

Provavelmente deve ter acontecido alguma experiência anterior, pois minha família sempre esteve relacionada com a cultura geek/nerd de alguma forma. Mas, que eu consiga me recordar, creio que foi assistir à versão original de ‘Star Wars: Episódio VI – O Retorno de Jedi’ assim que chegou aos cinemas brasileiros, durante as férias escolares em alguma data entre o final de 83 e início de 84. Quase enlouqueci de medo com os Sarlaccs e, como qualquer criança da época, virei fã dos Ewoks!


Rodrigo Baldin (Freakpop):

Fácil! Encontros com amigos para jogar D&D à época do ginásio. 🙂


Bruno Bonfim (Cinéfilos Anônimos):

Minha primeira experiência nerd pra valer foi com o filme “A História sem Fim”, um filme sobre um garoto que descobre na leitura um universo totalmente fantástico e surreal.


Paulo Gustavo (BesTV e Freakpop):

Foi colecionar nos anos 60, álbuns de figurinhas das séries Perdidos no Espaço e do Ultraman.


Ederli Fortunato (Revista Preview e Freakpop):

Foi Star Trek, ainda na TV. Eu adorava a ideia de que no futuro iríamos ao espaço e tudo seria tão bacana.


Simone Miletc (Só Seriados de TV):

Nossa, a primeira? Não lembro. Apenas sei que nasci nerd, risos, e a descoberta foi da forma clássica: comecei a ler muito cedo e muito, herda a os livros e quadrinhos de todos os primos mais velhos. Semanalmente eu ia nos meus padrinhos e ele tinha uma coleção enorme se quadrinhos. Eu podia levar o que quisesse para casa, DuckTales, Marvel, DC, Turma da Mônica. Lia tudo na semana e na seguinte pegava mais.


Tatá Snow (Freakpop): 

Fácil! Turma da Mônica, desenho animado da Liga da Justiça, série do Hulk com o Lou Ferrigno e, definitivamente: “Pelos poderes de Grayskull! Eu tenho a força!”


Doktor Bruce (Freakpop): 

Ugh. Por onde começar? Eu nasci com uma pré-disposição genética a não ter saco para futebol. E na época, os desenhos americanos, com exceção de Tartarugas Ninja, eram muito anti-climáticos. Você tinha aquela vibe Manowar de He-Man, com guerreiros bárbaros e montanhas em formato de serpente e no máximo rolava um soprinho ou uma lição de moral sem graça.

Aí entra a Rede Manchete com aquelas séries tokusatsu. Pancadaria, explosão, bem contra o mal, robôs, naves. Aquilo completamente reprogramou minha pequena mente de quatro anos de idade. Levei muito tempo para entender que ninguém começava uma briga virando mortal e gritando. Meus favoritos da época são Kamen Rider Black, Cybercops, Changeman e Jaspion. Não teve volta.

E você? Qual foi a sua primeira experiência nerd? Conta para a gente nos comentários!

Feliz dia do Orgulho Nerd! Que a Força esteja com vocês e Don’t Panic!

Comente via Facebook!
Categorias
CulturaRolês

Ver também