Drácula – A História Nunca Contada

Drácula – A História Nunca Contada conta a história que não precisava ser contada. Depois que Air Bud e Marvel começaram a moda do universo compartilhado, toda santa franquia...

Drácula – A História Nunca Contada conta a história que não precisava ser contada.

Depois que Air Bud e Marvel começaram a moda do universo compartilhado, toda santa franquia parece que vai tomar o mesmo rumo. Com notícias que a Universal Studios pretende fazer o mesmo com seus monstros clássicos, finalmente chega aos cinemas Drácula – A Histórica Nunca Contada, o primeiro longa que vai dar início à série.

No longa, o vampirão recebe o mesmo tratamento de Malévola e ganha uma história de origem para redimi-lo e torná-lo mais heroico. Aqui, conhecemos Vlad Tepes (Luke Evans), que há muito tempo deixou de lado sua fama de Vlad, o Impalador, para viver em paz com sua família e reinar a Transilvânia. Quando o Império Turco chega em suas portas exigindo além de tributos em moeda, mil meninos jovens para o seu exército, o príncipe se rebela. Desesperado para conter a invasão Turca com seu mísero exército, Vlad faz um pacto com uma sombria criatura (Charles Dance) e ganha três dias de poderes vampíricos e com eles enfrenta praticamente sozinho o Sultão Mehmed (Dominic Cooper) e suas forças. Seus novos poderes macabros vêm com um preço, a sede incontrolável por sangue humano e se ele resistir por três dias voltará a ser humano.

dracula-a-historia-nunca-contada-filme-universal-freakpop-04

Na tentativa de criar uma história de origem nos moldes de um filme de super-herói, e ao mesmo tempo fazer homenagem as raízes de terror do personagem somados a elementos históricos do verdadeiro Vlad, o filme ficou uma mistureba com gosto de marmita requentada. O passado ultra-violento do personagem é constantemente justificado, a tentativa de transforma-lo em um Batman de Christopher Nolan do Século XV, com direito a frases de efeito e diálogo bizarramente expositório, deixam o filme cansativo e francamente, muito previsível. Infelizmente, em um mercado tão saturado de mega-franquias de universos compartilhados, cada cena de Drácula – A História que Foi Contada Porque Sim cai confortavelmente nos moldes que já viemos a esperar. Sabemos do final trágico inevitável do personagem. Esperamos a cena final em tempos modernos onde ele encontra uma mulher idêntica a sua amada morta. Sabemos exatamente todas as frases motivacionais a la Batman “As vezes heróis não são necessários, mas sim monstros”. Sim, temos tudo nisso no filme.

dracula-a-historia-nunca-contada-filme-universal-freakpop-01

Alguns poderes de Drácula realmente são legais de ver, como a manipulação de nuvens gigantescas de morcegos como uma sombria praga bíblica e a cenografia de castelos a la Game of Thrones. Infelizmente, com uma classificação etária para um público mais jovem, a brutalidade do futuro Conde Drácula é bem sem mordida. A falta de sangue e a batalha final com poucos vampiros super poderosos contra um imenso exército descartável segue a boa e velha receita de bolo. Vale ressaltar que, apesar do roteiro fraco e da gritante necessidade de uma classificação etária mais adulta, a atuação de Luke Evans, como o atormentado príncipe das trevas e de Charles Dance, como o vampiro primordial, pelo menos garantem que no futuro desta franquia de Monstros da Universal teremos alguns personagens interessantes.

dracula-a-historia-nunca-contada-filme-universal-freakpop-02

Infelizmente, Drácula – A História que não Precisava ser Contada com sua tentativa de fazer um Drácula/Batman de Christopher Nolan não é o filme de vampiro que merecemos ou que precisamos.

dracula-a-historia-nunca-contada-filme-universal-freakpop-07

O filme estreia no Brasil dia 23 de Outubro. Até a próxima.

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Criticas

Ver também