Freakpop Debulhando o Oscar 2014: Trapaça

Começa mais uma temporada praticamente sem fim de premiações, e mais uma vez Doktor Brüce, Lady Freak, Sam Bass e nosso novo integrante Carlus Freek Keeks estão aqui para...

freakpoposcarComeça mais uma temporada praticamente sem fim de premiações, e mais uma vez Doktor Brüce, Lady Freak, Sam Bass e nosso novo integrante Carlus Freek Keeks estão aqui para oferecer críticas de todos o filmes de destaque da temporada para te fazer parecer entendido do assunto e impressionar seus amigos!

O concorrente à estatueta de melhor filme do dia é: Trapaça!

“Algumas coisas realmente aconteceram.”

E assim, com estas palavras, começa a mais nova obra de David O. Russell, aclamado diretor de Três Reis, O Vencedor e O Lado Bom da Vida. Trapaça conta a história de Irving Rosenfeld (Christian Bale) e Sydney Prosser (Amy Adams), dois trapaceadores que ganham a vida por meio de esquemas de fraude bancária e falsificação de obras de arte. Quando uma de suas operações os coloca cara a cara com o agente do FBI, Richie DiMaso (Bradley Cooper), eles são forçados a usar seus talentos para capturar cinco de seus antigos colegas do crime. Richie, em sua insegurança, força a dupla a arquitetar um elaborado plano para prender o prefeito Carmine Polito (Jeremy Renner) e diversos políticos envolvidos em um esquema de corrupção para revitalizar a jogatina legalizada de Atlantic City. Para complicar ainda mais, Irving é casado com Rosalyn (Jennifer Lawrence), uma complicada e fútil mulher que acaba atrapalhando os planos com sua desatenção e inocência. A história toda é inspirada na operação Abscam do FBI, onde agentes com a ajuda de um trapaceador, prenderam diversos políticos americanos que foram filmados aceitando propinas de um sheik árabe falso.

hustle 4

A grande mensagem do filme é que, para sobreviver nos EUA, é preciso saber jogar sujo. O diretor não se preocupa muito em criar uma grande trama ou uma lição de moral evidente sobre os perigos da corrupção, ele criou, com maestria, uma variedade de personagens excêntricos e se diverte jogando-os em diversas situações cada vez mais complexas para ver como irão se safar. Destaque para Christian Bale, conhecido por fazer papéis intensos e intimidadores, deixando neste filme, eu lado mais cômico em evidência. O ator engordou consideravelmente para o papel de Irving e ainda raspou sua cabeça para ficar calvo. Bradley Cooper é outro que evoluiu consideravelmente nas mãos do diretor, mostrando mais uma vez uma veia para intensidade dramática que raramente apresentou em seus outros filmes.

american-hustle-600x450

De resto, a obra possui as típicas sensibilidades de Russell, personagens maníacos guiados por interesses próprios que só encontram a redenção ou atingem seus objetivos quando decidem agir em prol do bem maior. O filme possui um final razoavelmente previsível, mas este é um caso onde a jornada com certeza é mais interessante que o destino.

Até a próxima!

Categorias
Criticas

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Relacionados