Game of Thrones – 4ª Temporada – 6º Episódio – The Laws of Gods and Men

Em Game of Thrones, finalmente chega o julgamento de Tyrion. O episódio da semana passada de Game of Thrones explorou a questão do poder, como os personagens fazem de...

Em Game of Thrones, finalmente chega o julgamento de Tyrion.

O episódio da semana passada de Game of Thrones explorou a questão do poder, como os personagens fazem de tudo para conquista-lo ou permanecer. O episódio desta semana, explora o outro lado da moeda, o que aqueles que não tem poder buscam, a justiça. Afinal, o poder é uma ilusão e o estopim que o tira de quem reina é o clamor por justiça que pode virar uma rebelião ou algo pior. “The Laws of Gods and Men” mostra como os personagens que consolidaram seu poder lidam com os pedidos de justiça.

Na sede do Banco de Ferro de Braavos, Tycho Nestoris (Mark Gatiss em sua campanha para dominar toda a cultura pop), conhecemos o verdadeiro poder por trás do Trono de Ferro, a grana. Stannis e Davos imploram pela ajuda do Banco para derrotar seus inimigos, clamando pela justiça que os pertence. Eis a diferença entre poder e justiça. Por mais que a justiça esteja certa, o poder é que paga as contas. Stannis simplesmente não é um investimento seguro.

Game_of_thrones_laws_of_gods_and_men_2

Chame de justiça ou vingança, mas as Ilhas de Ferro se preparam para resgatar Theon Greyjoy das garras de Ramsay Bolton. Sob a liderança de Yara Greyjoy, invadem o Fort do Pavor e encontram Theon, completamente enlouquecido no papel de Reek. A missão vai de mal a pior, além das forças do Fort dominarem as forças de Yara, Theon já está tão enlouquecido que se recusa a aceitar o resgate e foge de volta para a sua gaiola. Não restou nada do arrogante Greyjoy e isso causa más notícias para Yara. Aqui vemos o exemplo do subjulgado que não clama por justiça e simplesmente aceita o poder de seus ‘superiores’, por mais injusto que seja.

Game_of_thrones_laws_of_gods_and_men_4

Ninguém sente mais na pela a diferença de poder e justiça do que Daenarys. Seus ‘filhos’ cresceram e transformaram os animais dos pastores de Mereen em seu buffet 24 horas. Um fazendeiro pede por justiça já que seu rebanho foi destruído e pela sua perda, é recompensado. E o filho de um dos mestres dos escravos? Seu pai foi crucificado ao longo dos demais escravagistas da cidade, mesmo este sendo um dos opositores do uso de escravos para espantar a rainha. Aqui, a jovem Targaryen vê que nem tudo é tão preto e branco e a relação entre poder e justiça é mais complexa do que parece.

Game_of_thrones_laws_of_gods_and_men_3

Estas cenas são rapidamente exploradas, como boa parte desta temporada de Game of Thrones, a força da trama encontra-se quase inteiramente em Porto Real. Finalmente chega o julgamento de Tyrion e as coisas vão de mal a pior. Cersey preparou diversas testemunhas, que vão de antigos rivais a supostos aliados. Todos os grandes feitos de Tyrion são distorcidos e suas ameaças usadas fora de contexto, pintando para a audiência presente, o retrato de um monstro. Com a ajuda de Jaime e com algumas negociações de última hora com Tywin, tudo indica que o anão vai escapar… até o último trunfo de Cersei entrar em cena. Shae.

Game_of_thrones_laws_of_gods_and_men_5

Tyrion implora para que sua amante não faça nada. Shae, por sua vez, revela todo o histórico entre os dois, fazendo questão de humilhá-lo e transformando-o em uma criatura desprezível. Aqui, Peter Dinklage entrega sua candidatura para o Emmy. Apesar desta temporada de Game of Thrones, o ator passar boa parte do tempo em uma cela e longe da ação, este é o momento que ele brilha. Cansado da injustiça do julgamento e de toda a sua vida, ele vocifera seu ódio pelas pessoas que uma vez tentou proteger. Em sua última tentativa de clamar por justiça, pede para ser julgado pelos deuses em julgamento por combate. Não importa o quão consolidado é o poder, as vezes, basta uma fagulha de justiça para mudar as regras do jogo…

Fique atento aqui na Freakpop para reviews semanais de Game of Thrones!

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também