Game of Thrones – T03E06 – ‘The Climb’

O 6° episódio da terceira temporada de Game of Thrones estreou com força total. Revelações a milhão e diversos personagens finalmente mostram sua verdadeira face. O episódio começa com...

O 6° episódio da terceira temporada de Game of Thrones estreou com força total. Revelações a milhão e diversos personagens finalmente mostram sua verdadeira face.

O episódio começa com uma cena inédita, isto é, totalmente ausente dos livros. Melisandre rastreia a localização da Irmandade e de Thoros de Myr. No livro, ambos os personagens são de Myr e seguem R´Hllor, o Senhor da Luz, mas a dualidade como ambos exploram sua religião nunca é comparada em profundidade. Já na série, é revelado que ambos se conhecem e Melisandre está profundamente perturbada com o nível de intimidade que Thoros tem com seu deus.

O encontro de ambos, apesar de interessante, se encerra rapidamente e dá-se abertura para o próximo momento inesperado. Nos livros, Melisandre busca os filhos bastardos de Robert Baratheon para sacrificar, mas nunca chega em Gendry. Aqui, os eventos são radicalmente diferentes, ao invés de se tornar um cavaleiro pela irmandade, Gendry é vendido para Melisandre. De certa forma, funciona como uma justificativa melhor para Arya se afastar deles. No livro, nunca ficou muito claro porque ela quis fazer isto, sendo que Berric ia “vende-la” de volta para Robb Stark. Não faria sentido a jovem nobre arriscar um trajeto mais longo se ela teria uma escolta segura até os braços de seu irmão e mãe.

Mais para o norte, Robb Stark decide botar ordem no puleiro. Para retomar Winterfell, o jovem rei precisa passar novamente pelas terras de Walder Frey. Sua passagem original estava condicionado ao casamento de Robb com uma das muitas filhas de Frey, já que o rapaz se empuleirou com outra moça, terá de negociar com dois Freys sobre como irá passar novamente. Muito fácil, basta colocar seu tio para se casar com uma Frey…

Em Harrenhal, Roose Bolton decide enviar Jaime Lannister de volta para Porto Real. Apesar dos Boltons jurarem lealdade aos Starks, Roose é ambivalente sobre lidar com a família mais rica de Westeros. Será que ele teme que Tywin irá retribuir a perda da mão do filho arrancando a cabeça de Roose ou será que o cruel lorde busca algo mais?

E falando em Boltons, lá no Norte Ramsay Bolton continua sua sádica tortura de Theon Greyjoy. O bastardo do norte oferece uma (falsa) chance de escapatória para Theon ao oferecer um jogo de perguntas e respostas: caso o prisioneiro responda corretamente as perguntas de Ramsay, será solto. Naturalmente, Theon erra todas as respostas e a tortura continua.

E lá no norte, Bran Stark e sua trupe têm uma cena breve. Osha e Meera discutem sobre coelhos, enquanto Jojen tem um ataque epilético devido às suas visões e/ou episódios proibidos de Pokémon. Até Rickon e Hodor ganham uma cena, mas não tem muito a se dizer sobre esse pessoal. Sam e a filha fugitiva de Craster compartilham uma fogueira enquanto tentam voltar para o Castelo Negro.

 

E continuando no Norte, Tormund, Jon Snow e Ygritte começam a escalada desesperada pela muralha, muitos perigos pela frente quando parte da muralha tomba e o casal quase cai para sua morte. No final de uma escalada exaustiva, o pessoal assistindo o programa tem a oportunidade de ver uma das cenas mais marcantes da série.

E finalmente em Porto Real, o Leão vai à guerra contra a Rosa. Tywin Lannister e Ollena Tyrell sentam para negociar os termos de união do casamento de Cersei com Loras. Pela primeira vez na série, o patriarca Lannister se depara com um rival a sua altura e a troca de diálogo entre os dois está genial. Tyrion, em uma tentativa de bondade, decide contar para Sansa Stark sobre seu casamento forçado.

 

E para amarrar bem a temática do episódio, mais um confronto verbal entre Varys e Petyr Baelish. Petyr relaciona sua ambição de atingir o topo do poder e como para chegar lá não se importa quantas pessoas morreram no caos, ele deixa claro que não importa quão ambiciosos os Lannisters são ou quão sádicos os Boltons são, o “Mindinho” com certeza é o grande vilão da saga. Seu discurso é intercalado com cenas da prostituta Roz assassinada por Joffrey e sua besta (ela estava espionando para Varys) e Sansa chorando desesperada enquanto o navio de Petyr navega em direção ao Vale.

Até a próxima!

 

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categories
Críticas

RELATED BY