Globo de Ouro 2019 | Nada de novo no Front...

Globo de Ouro 2019 | Análise dos vencedores

Gostaram?

Premiação organizada pelos correspondentes estrangeiros de Hollywood, ousa indicando Pantera Negra como Melhor Filme mas premia a animação Homem-Aranha no Aranhaverso…

Algum dia no futuro distante, os fãs dos filmes mais populares como as adaptações de quadrinhos de super-heróis vão acompanhar com ansiedade premiações importantes como o Globo de Ouro, o Oscar ou até mesmo o EMMY, para torcer por seus filmes e séries do gênero. Não foi o que aconteceu na entrega do 76º Golden Globe Awards, o famoso Globo de Ouro, premiação organizada pelos correspondentes estrangeiros que cobrem o dia a dia do cinema e da televisão em Hollywood.

Começando com a apresentação da festa feita por Andy Samberg (Brooklin 99) e Sandra Oh (Killing Eve), que avisaram a plateia que estavam ali para “chutar o pau da barraca” com comentários ácidos sobre filmes e seus astros. Na realidade, eles fizeram pontuações positivas sobre quase todos os presentes. Andy abriu a sessão falando sobre Spike Lee, o “Senhor Faça a Coisa Certa”, dizendo que não vê a hora de ver outro filme com ele.

“Ei, Bradley Cooper”, gritou Sandra para o ator e diretor de Nasce uma Estrela. “Você é gostoso!” Enquanto Andy afirmava, todo emocionado ao seu lado, que isso não tinha volta. “Isso é ao Vivo!” Sandra grita com Amy Addams, que estava concorrendo em várias categorias, tanto no cinema como para a TV. “Ei, Amy, diga alguma coisa para nós, sua fantástica e talentosa pedaço de mau caminho”.

E foram nessa toada até o melhor momento da abertura, quando zoaram com Jim Carrey por estar no lugar errado. Várias vezes indicado ao Globo de Ouro e ganhador por O Show de Truman e O Mundo de Andy, a dupla de apresentadores o obrigou a sair do lugar reservado para astros do cinema e ir para o lado onde ficava o pessoal de TV, já que ele estava sendo indicado pela série da Showtime, Kidding.

Durante a noite, a premiação foi pontuada por alguns momentos especiais. A equipe de produção do desenho animado Homem-Aranha no Aranhaverso ficou surpresa quando o nome do filme foi anunciado como vencedor de Melhor Animação. Concorrendo com produções como Os Incríveis 2 e WiFi Ralph: Quebrando a Internet, da Disney, essa produção da Sony arrancou aplausos entusiasmados da plateia.

Na parte institucional da noite, a presidente da HFPA – Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood, Meher Tatna, anunciou que a entidade vai estar mais presente nos países onde os jornalistas precisam de ajuda contra a censura. O outro momento foi o Idris Elba, que apresentou sua filha Isis, que foi a embaixadora da HFPA para a noite. Esse cargo faz com que o embaixador esteja presente em toda a premiação e encheu de orgulho o paizão Idris.

Outro momento importante foi a entrega do Prêmio Cecil B. DeMille para Jeff Bridges, pelo conjunto de seu trabalho no cinema. O prêmio, instituído em 1952, foi uma homenagem dos correspondente estrangeiros àqueles que contribuíram para o fortalecimento do cinema, como o diretor e produtor Cecil B. DeMille que, aliás, foi o primeiro ganhador desse troféu.

Steve Carrell foi o responsável por entregar o primeiro Prêmio Carol Burnett para a própria atriz, que foi várias vezes vencedora do Globo de Ouro ao longo de mais de 50 anos de carreira. Em seu discurso, Burnett enalteceu a profissão que sempre sonhou em abraçar desde que foi ao cinema quando era criança. Seu show dos anos 60 ficou 11 anos no ar, mas para o público brasileiro ela é mais conhecida por ser a mãe de Helen Hunt na série Louco por Você. A partir da próxima edição teremos sempre dois homenageados, um com o prêmio de cinema Cecil B. DeMille e outro para um artista de televisão com o Carol Burnett. A veterana da tv se emocionou com a dupla homenagem e ainda brincou: “Então terei que estar aqui todos os anos para receber o prêmio!”. Certamente um dos momentos mais emocionantes da noite.

No decorrer da noite, algumas premiações aguardadas comprovaram seu favoritismo, como a minissérie American Crime Story: O Assassinato de Gianni Versace, vencedora de Melhor Minissérie e Melhor Ator, para Darren Criss. A comédia original da Netflix, O Método Kominsky, levou a estatueta da categoria, além de dar o prêmio de Ator para o veterano Michael Douglas.

Favorita como Melhor Atriz para a comédia A Maravilhosa Sra. Maisel, Rachel Brosnahan levou o prêmio. Um dos momentos divertidos da noite, foi a premiação de Sandra Oh, por seu trabalho em Killing Eve. Além de ser pega de surpresa pela premiação, a apresentadora da noite ficou emocionada ao dividir o prêmio com os pais que estavam no salão do Beverly Hilton acompanhando o Globo de Ouro.

Enquanto The Americans ganhava o Globo de Ouro de Melhor Drama na TV, o ator britânico Richard Madden, faturava o seu prêmio pela série Segurança em Jogo.

Emily Blunt, que concorria na categoria de Atriz para o filme O Retorno de Mary Poppins, entrou no palco para apresentação de um prêmio, acompanhando pelo veterano ator Dick Van Dyke que, aos 94 anos de idade, exibia uma energia para elogiar a colega Carol Burnett. Dick participou do filme original de 1964, Mary Poppins, e também da nova versão.

Regina King, que disputou tanto na TV, com Seven Seconds, como no cinema, recebeu a estatueta de Atriz Coadjuvante no filme Se a Rua Beale Pudesse Falar. O seu discurso foi o mais político da noite, enaltecendo o trabalho da mulher dentro da indústria de entretenimento. “Espero que daqui a dois anos, esteja produzindo com pelo menos 50 por cento da equipe composta só de mulheres”, afirmou a atriz.

Roma, produção original da Netflix, faturou os prêmios de Filme Estrangeiro e de Direção, para Alfonso Cuarón. Aliás, um prêmio que estava sendo cobiçado por Bradley Cooper, que assina o roteiro e a direção da nova versão de Nasce uma Estrela. Cooper também concorria como Melhor Ator, enquanto Lady Gaga era a favorita como na categoria pelo filme. Nenhum dos dois ganhou, mas a canção tema Shallow, interpretada por Gaga, faturou o Globo de Ouro de Melhor Canção.

Não foi também, a vez de Pantera Negra, primeira adaptação de quadrinhos que entra numa lista de indicados do Globo de Ouro. Mesmo com o quarteto de atores fazendo uma apresentação memorável do filme no começo da premiação e com direito ao grito de guerra “Wakanda Forever”, Pantera Negra saiu com as mãos ao vento. Aliás, talvez para não forçar a barra da Associação, acabaram dando um prêmio para um super-herói, como aconteceu com o desenho animado Homem-Aranha: no Aranhaverso. Será?

Bohemian Rhapsody, favorito da noite, sai com duas estatuetas: a de Melhor Drama e de Melhor Ator, para Rami Malek, que interpreta com muita intensidade do roqueiro Freddie Mercury, da banda britânica Queen. Curiosamente, mesmo falando de uma astro do rock, o filme foi enquadrado como Drama e não como Musical.

A transmissão feita pela TNT foi outro destaque da noite. Começando com a participação de Michel Arouca, do site Serie Maníacos, como comentarista tanto para cinema como para televisão. Ele reforçou bem a questão das informações relacionadas com as séries de Tv, mas passou com eficiência um bom conteúdo sobre os indicados e vencedores em Cinema, sem obviedades tradicionais.

Talvez a única nota que precisaria de mais informações foi em relação ao trabalho de Carol Burnett. Mesmo nunca tendo sido exibido no Brasil, o The Carol Burnett Show sempre foi referência de comédia para o humor brasileiro. Além do mais, a atriz fez diversas participações em séries importantes e que mereceriam terem sido citadas como a já mencionada Louco por Você, além de Glee, Agente 86, Lei e Ordem – Unidade de Vitimas Especiais e, mais recentemente, Hawaii 5-0, onde Carol interpretou a tia do chefe da força-tarefa, Steve McGarrett.

Quando à tradução simultânea feita pela TNT não há o que acrescentar. É um trabalho árduo e sempre criticado. Cabe aqui a ressalva de quem sempre acompanhou essas transmissões: nada é perfeito e, por isso mesmo, sempre elogiável. Falar o que se passa na cabeça de uma pessoa que está emocionada por levar um prêmio, numa outra língua, simultaneamente, não é fácil.

O fato é que a entrega do Globo de Ouro abre a corrida das premiações neste semestre que culminam com o Oscar. E até lá, muita coisa pode acontecer para mudar o que aparentemente são os candidatos oficiais das premiações de 2019.

Comente via Facebook!
Categorias
FilmesNotíciasNotíciasSéries

Ver também