Gotham – Temporada 1 – Ep. 11 – “Rogue’s Gallery”

Gotham volta do hiato com um episódio inconsistente. Depois das “férias de inverno” de Gotham, a série retorna com um episódio que não traz muito de progresso para a...

Gotham volta do hiato com um episódio inconsistente.

Depois das “férias de inverno” de Gotham, a série retorna com um episódio que não traz muito de progresso para a  história. A trama abre com uma montagem que revela como vai a vida de cada personagem: Gordon agora é segurança do Asilo Arkham e assiste uma peça de Shakespeare estrelada pelos loucos internados; Barbara e Montoya dormem juntas cercadas de pílulas; Harvey Bullock silenciosamente pensa sobre a vida enquanto bebe; e Selina Kyle está na chuva observando a cidade (90% de heróis de Gotham fazem isso no tempo livre).

O núcleo narrativo gira em torno do desaparecimento de algumas chaves do asilo e de alguns pacientes que começaram a aparecer mutilados ou alterados. Gordon precisa investigar e descobrir o culpado dentro de um asilo dilapidado e sem recursos onde qualquer paciente ou funcionário pode ser o culpado. Seu único aliado é a Dra. Leslie Thompkins, interpretada pela brasileira Morena Baccarin. A trama serve para novamente apresentar o quão corrupta Gotham City se tornou e como está a beira da ruína, se os últimos 10 episódios não foram o suficiente para martelar esse ponto na audiência, aqui tem mais um.

Infelizmente, como já é o caso de alguns episódio de Gotham, a premissa é muito simples para preencher 40 minutos de história, Gordon dá muitas voltas e usa seu tempo durante a investigação para formar uma amizade com a Dra. Thompkins, o que provavelmente resultará em um triângulo amoroso pouco interessante daqui há alguns episódios. Para preencher o restante do tempo, Fish Mooney e o Pinguim continuam sua leeeeeeeeeenta ascensão ao poder.

Eis outro problema.

Por não ser uma série de super-herói, e sim um prequel, dá para sentir que a primeira temporada irá culminar em Gordon retornando ao posto de detetive, o Pinguim se tornando o novo chefe do crime de Gotham e sei lá… Bruce Wayne fazendo algum comentário meio Batman. Só que até onde uma série assim se sustenta? Sabemos que Gordon, Bullock e os demais personagens principais são cruciais para a mitologia do Morcego, portanto não correrão nenhum risco sério de vida, e segundo, se a série culminar na inevitável derrota de Maroni e Falcone, será um final satisfatório e aguardado?

Tudo indica que… meh….

Até a próxima!

Ah, e qual é a de fazer um episódio com o nome da Galeria de Vilões do Flash?

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também