Meu Malvado Favorito 3 entrega fofurices, Minions e um novo vilão, mas falta sal

Meu Malvado Favorito 3 chega aos cinemas dia 29 de junho com muita força para vender produtos e pouca história Gru está de volta. Casadinho com Lucy e com...

Meu Malvado Favorito 3 chega aos cinemas dia 29 de junho com muita força para vender produtos e pouca história

Gru está de volta. Casadinho com Lucy e com as três filhas mais fofas do mundo, o ex-super vilão perde seu emprego por não conseguir capturar Balthazar Bratt. Em paralelo, Gru descobre que tem um irmão gêmeo chamado Dru. O milionário entre em cena e, por viver de maldade, se une a Gru para apanhar Bratt. Gru reacende sua origem vilanesca enquanto dribla com as responsabilidade de ser pai. E os Minions? Bem, eles estão no filme para fazer as crianças chorarem por brinquedos.

O grande ponto do Meu Malvado Favorito 3 é fome. Fome de querer ser um mega filme que subverte os vilões, fome de querer introduzir um novo antagonista, fome de querer implantar um enredo familiar e fome de tentar passar uma mensagem positiva sobre amizade. Essa fome toda morre quando o prato principal é um menu degustação.

Este longa tem quatro frentes e nenhuma delas ganha destaque suficiente.

Dru e Gru

O lance de Gru descobrir que tem um irmão que leva, talvez, a vida que ele almejava, é bem interessante. Dru é milionário, galã, tem tudo e pode ser mal, porém não tem família. Gru, por sua vez, não sabe como fará para sustentar as meninas e flerta com o cenário onde poderá passar por necessidades. Flerta, só flerta.

Unicórnio

As crianças perderam um pouco a função neste filme. Tudo gira em torno da adorável Agnes após vender seu unicórnio e querer embarcar em uma aventura na floresta em busca do ser imaginável. Confuso? Sim, na animação também.

Minions

Eles traem o Gru, são presos e entregam uma mega cena de fuga da prisão só para atender os fãs. FIM.

Balthazar

O alivio cômico fica por conta deste personagem que todo visual é embalado por hits dos anos 80. Bratt foi um ator mirim de muito sucesso na época e teve sua carreira enterrada quando os hormônios da adolescência levaram embora sua carinha de bom menino. Ele interpretava um jovem que sabia ser mal e, após o declínio, passou a assumir o personagem como sua real personalidade. Ao som de Michael Jackson e Olivia Newton-John, Balthazar é a melhor parte do terceiro filme da franquia. Infelizmente as crianças não entenderão metade das referências.

Resumindo: muitos pontos sem nó

Não é porque o longa é uma animação que não precisa de estrutura. A narrativa de Meu Malvado Favorito 3 não sabe onde focar. Gru, Dru e Balthazar formam um núcleo. Lucy e as meninas, um outro núcleo. E os mínios um terceiro núcleo. Se os três pontos se encontrassem, de fato, teríamos uma mega animação, talvez a melhor da saga. Mas ficam diversas pontas sem nó, explicação e totalmente jogadas em uma trama confusa.

Meu Malvado Favorito 3 é o Capitão América: Guerra Civil da Illumination Entertainment, todo mundo vai defender, todo mundo vai amar, mas ninguém terá coragem de falar que é o mais fraquinho dos três filmes. E não é que o filme é ruim, mas está longe de ser cativante como o primeiro longa.

Diverte? Sim! Tem cores e Minions falando baboseiras? Sim! O Gru segue como um vilão de coração de ouro? Sim. Mas quédê criatividade meu povo? Ainda não entendemos se é um filme sobre o Gru voltando a ser vilão, ou se é um filme do Gru se firmando como pai ou se é um filme sobre o Gru capturando o vilão mais temível do universo – que por sinal, se era tão procurado assim porque ninguém da agência anti vilões foi procurar ele depois da demissão do Gru? É basicamente a S.H.I.E.L.D. ignorando o fato de que o Capitão América e o Homem de Ferro resolveram lutar contra o sistema.

“Ah, mas é um filme infantil!”

Bem, não vamos argumentar mais enquanto os marmanjos se matam para comprar todo e qualquer tipo de produtos com bananas, né?

Küsses,

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Criticas

Ver também