O primeiro passo para caçar psicopata: assistir MINDHUNTER na NETFLIX

Mindhunter é uma série obrigatória para quem ama investigação policial Uma das grandes vantagens que a Netflix ou algum outro serviço streaming, especialmente os americanos, é que eles podem...

Mindhunter é uma série obrigatória
para quem ama investigação policial

Uma das grandes vantagens que a Netflix ou algum outro serviço streaming, especialmente os americanos, é que eles podem abusar a vontade na produção de séries que dificilmente conseguiram agregar valor para serem produzidas para os grandes canais de TV. Por isso, quando vemos a intensidade de uma produção como Mindhunter (Caçador de Mente), a nova série original da Netflix, levantamos as mãos para o Céu e dizemos…Yeah, Baby!!!

A idéia da série não poderia ser melhor: como surgiu a área do FBI que analisa o comportamento do criminoso a fim de prevenir outros crimes ou mesmo descobrir pistas que levem seus agentes a capturas esses delinquentes? Essa é a Unidade de Análise de Comportamento do FBI vista semanalmente na série Criminal Minds. Mas em Mindhunter, vamos conhecer os primeiros passos desses investigadores para descobrir a mente criminosa.

São dez episódios ligados pelo trabalho dos agentes especiais Holden Ford (Jonathan Groff, de Looking) e Bill Tench (Holt McCallany, de Blue Bloods). Holden, dá aula em Quântico, sede do FBI, sobre negociação de reféns enquanto que Bill dá palestras em delegacias do interior dos Estados Unidos para ajudar as polícias locais a melhorarem seus trabalhos. Um belo dia, Holden conversa com Bill sobre a possibilidade de entrevistar um assassino, que matou várias mulheres, como forma de entender o comportamento criminoso.

Mesmo cético em relação ao resultado da ideia, Bill começa a acompanhar Holden em algumas entrevistas, ao mesmo tempo em que ajudam a polícia de algumas cidades a descobrir pistas de crimes recém-ocorridos na região. Vendo dessa forma, parece uma série policial dos anos 60, mas a intensidade com que a dupla começa a desenvolver a ideia de que por traz de uma mente criminosa pode existir a chave para prevenir e, até mesmo, impedir outros criminosos do gênero, é genial. E cada novo episódio dá pistas de um futuro caso onde a dupla terá que usar o que aprendeu com os criminosos entrevistados para capturar um psicopata muito ativo.

Criada por Joe Penhall, roteirista da intensa ficção A Estrada, com Viggo Mortensen, Mindhunter é baseado no trabalho dos ex-investigadores do FBI, John E. Douglas e Markl Olshaker, Mindhunter: Inside the FBI’s Elite Serial Crime Unit (Caçador de Mente – Por Trás da Unidade Elite do FBI para Crimes em Séries). O projeto começou a ser pensado em 2009, quando Charlize Theron e David Fincher, produtores executivos da série, apresentaram a ideia para a HBO que não se interessou.

Pena pra eles, por que Mindhunter é programa obrigatório para gosta de investigação policial e espera que os culpados sejam entregues à justiça…Elementar, Watson.

Comente via Facebook!

Autor de dois livros, um sobre Série e outro sobre Desenhos Animados, Paulo Gustavo Pereira é jornalista há 34 anos, tem uma vasta experiência em reportagens, é editor-chefe do site BesTV e fã de carteirinha de Jornada nas Estrelas. Aqui na Freakpop, Gus – para os mais íntimos – dará muitas dicas bacanas sobre séries.

Categorias
Críticas

Ver também