O melhor e o pior filme de 2016, mês a mês

Chegou a hora de eleger os melhores e piores filmes de 2016! Dezembro, quase 2017, e cá estamos preparados para causar! Ao invés de listar os melhores e os...

Chegou a hora de eleger os melhores e piores filmes de 2016!

Dezembro, quase 2017, e cá estamos preparados para causar! Ao invés de listar os melhores e os piores do ano, resolvemos eleger o melhor e o pior filme lançados a cada mês do ano. De janeiro a dezembro, prepare-se para relembrar as tramas que invadiram os cinemas e se deram bem, ou não, aos olhos da nossa equipe da Freakpop! Depois de matutar bastante, chegamos aos finalistas!

JANEIRO 2016

Creed: Nascido para Lutar
Nota: 5/5
“É uma película que poderia ter dado errada inúmeras vezes, mas atende todas as expectativas e até supera algumas com um roteiro esperto que evita a pieguice exagerada, está cheio de atuações marcantes e não abre mão do charme e da inteligência.” Doktor Bruce

O Bom Dinossauro
Nota: 2/5
“O Bom Dinossauro sofre com o ritmo e tenta fazer uma versão pré-histórica de O Rei Leão (1994). A comparação é imediata, mas o resultado do longa não consegue ser épico. Por seu drama pedante e sem limites, durante a exibição vimos crianças chorando inconsolavelmente e outras repetindo ao longo do filme: “ele morreu?”.” Lady Freak

FEVEREIRO 2016

O Quarto de Jack
Nota: 4,5/5
“O Quarto de Jack é uma película aflitiva e com um enredo que poderia ser realidade, o que contribui ainda mais com o resultado emocional em quem assiste. A violência existente em um sequestro deixa marcas eternas no psicológico que não é preparado diariamente para tal conflito.” Lady Freak

A Escolha
Nota: 2.7/5
“Todos estão em um comercial americano da década de 1950, e Sparks aplica sua receita de bolo até o final. É incrível como ele usa da mesma fórmula e, ainda assim, atrai o interesse em uma história com recursos pobres. Além do mesmo perfil de personagens.” Nayuvi

MARÇO 2016

Um Homem Entre Gigantes
Nota: 4/5
“Ao longo do filme, Bennet conquista espaço e respeito enquanto os interesses políticos afloram mediante sua ousadia de afirmar que Futebol Americano mata as pessoas. E isso, caro leitor, não te faz tirar os olhos da tela. Um Homem Entre Gigantes é gigante mesmo!” Lady Freak

A Série Divergente: Convergente
Nota: 2,2/5
“São quase duas horas de takes na cara cansada de Woodley tentando impor respeito como uma líder e ainda tendo seus momentos abobadamente apaixonados por Quatro. De outro lado, Miles Teller, que interpreta Peter, repete suas piadas sarcásticas e tem o mesmo arco de personagem dos dois filmes anteriores! Caleb (Ansel Elgort) fica com a missão “redenção” da vez e consegue irritar a audiência com seus bicos e expressões de cachorrinho caído do caminhão de mudança.” Lady Freak

ABRIL 2016

Capitão América: Guerra Civil
Nota: 5/5
“Estamos falando da proposta mais ambiciosa de um projeto que existe nos cinemas e televisão há nove anos com uma trama ousada, boa direção, excelente elenco e uma verdadeira lição sobre como adaptar filmes de super heróis para o cinema, não importando se estamos falando de Marvetes ou DCnautas.” Doktor Bruce

O Caçador e a Rainha de Gelo
Nota: 3,4/5
“O filme no fim não é 100% ruim, calma. Mas poderia ser muito melhor e ter menos romance. O que o trailer oferece de tensão e agilidade, algo visto em Van Helsing: o Caçador de Monstros (2004), é bem esquecido no corte final.” Lady Freak

MAIO 2016

O Conto dos Contos
Nota: 4,8/5
“Com uma belíssima e impactante trilha sonora assinada pelo vencedor do Oscar® Alexandre Desplat*, revivemos o horror, suspense e violência existente nos contos de fadas clássicos. O longa provoca a audiência com o equilíbrio exato entre magia e espanto.” Lady Freak

X-Men: Apocalipse
Nota: 2,9/5
“Em uma tentativa de revitalizar a franquia, o diretor se preocupou mais em tentar oferecer um espetáculo visual do que qualquer senso de desenvolvimento de personagem. Errou feio! São poucas cenas que realmente impressionam e os diálogos que levam ao extremo a necessidade de explicação, as vezes quebrando qualquer pouca caracterização, nos fazem sentir saudades da trama mais simples com enfase nos personagens de X-Men: Primeira Classe.” Doktor Bruce

MAIO 2016

Dois Caras Legais
Nota: 4,8/5
“Dirigido e escrito por Shane Black, Dois Caras Legais é simplesmente genial. É óbvio que um filme que se passa na década de 70, em Los Angeles, teria pelo menos uma atriz pornô morta e o mistério que se desenvolve, ao longo da trama, é só o plano de fundo para uma incrível comédia impecavelmente dirigida.” Doktor Bruce

Porta dos Fundos: Contrato Vitalício
Nota: 0,7/5
“Esperamos que esse Contrato Vitalício seja encerrado e que, em tempos onde a internet é um grande muro das lamentações e opiniões sobre o politicamente correto, a audiência enxergue que esse tipo de tentativa de crítica só fomenta as diferenças e potencializa a intolerância.” Lady Freak

JULHO 2016

Jason Bourne
Nota: 3,9/5
“O primor de Jason Bourne está no amadurecimento do personagem. Nove anos após sua última aventura oficial, já que o longa do Renner é ignorado, Matt Damon soube mostrar o peso da idade em Bourne. Menos ágil e mais estrategista, suas artimanhas para derrubar o vilão são bem elaboradas. Com menos falas e mais observador, o agente tem suas habilidades repaginadas bem como as cenas de ação dirigidas por Paul Greengrass (trilogia Bourne) que consegue propor algo novo meio a tantos filmes do gênero.” Bellatrix Lefay

O Bom Gigante Amigo
Nota: 0,5/5
“O roteiro é simples, com um conflito simples: salvar BGA e todas as crianças inglesas incautas que são sequestradas todas as noites – e não com um destino tão suave quanto o de Sophie. Talvez a mania de grandeza de Steven Spielberg tenha afetado uma história que não precisava de tanta pompa, mas o filme não funciona.” Bellatrix Lefay

AGOSTO 2016

Esquadrão Suicida
Nota: 4,8/5
“Existe algo belo em Esquadrão Suicida em meio ao caos, a sujeira e toneladas de ambiguidade moral: a DC Entertainment acerta em cheio na hora de contar esta história e fazer seu universo cinematográfico crescer de forma rápida e orgânica. Não é uma história de personagens arrependidos em busca da redenção, não são foras da lei que pretendem fazer o bem (como uma certa história envolvendo árvores carismáticas e guaxinins falantes) – é uma história de vilões pura e simples.” Doktor Bruce

Café Society 
Nota: 3,5/5 – Mas o roteiro ganhou 1/5
“ESSE É UM FILME TOTALMENTE ESQUECÍVEL. Feito só para constar e avisar ao mundo que Woody Allen ainda está vivo e operante, só pode. Se tivesse que definir uma temperatura para Café Society seria morno. E não é aquele morno confortável, gostosinho e aconchegante. É morno de coisa requentada e sem sabor, aquele café que você acha que dá para salvar, que está com uma cara boa, o cheiro não é tão ruim (lembre-se, eu já não curto Woody Allen) e você pensa: ok, dá para tomar. E percebe que essa não foi a melhor decisão da sua vida.” Bellatrix Lefay

SETEMBRO 2016

Star Trek: Sem Fronteiras
Nota: 4,7/5
“Star Trek: Sem Fronteiras é uma belíssima homenagem à visão de Gene Roddenberry – mostrando uma humanidade que evoluiu além das pífias diferenças que levamos tão a sério. Um futuro onde o mundo se uniu com um propósito único e o poder da mente impera sobre a violência das armas. Tudo isso, é claro, sem abrir mão de uma boa dose de ação e aventura.” Doktor Bruce

Meu Amigo, O Dragão
Nota: 2,5/5
“a Disney apostou no mesmo do mesmo? Do que adianta fazer um dragão super bem feito em CGI e deixar o Pete como o “garoto mais corajoso do mundo” se o filme é chato, o ritmo é devagar quase parando e não conquista os corações dos espectadores? Aff…que coisa chata! Sessão da Tarde PURA.” Lady Freak

OUTUBRO 2016

O Contador:
Nota: 4,9/5
“O Contador é um filme que não dá para aprofundar a crítica, já que toda sua trama é bem amarradinha e qualquer deslize nosso, vira spoiler. Então resumindo: se você procura um filme de ação, com uma história original e mirabolante, com personagens interessantes e com o toque certo de humor, este filme é para você.” Lady Freak

Inferno
Nota: 2,7/5
“Mas é um filme ruim? Não. Só tem sérios problemas de corte e uma narrativa zero intrigante: Inferno não consegue nem se estabelecer entre os filmes bons de ação. Flerta com a aventura, flerta com o drama, flerta com um romance, flerta com o gênero policial e acaba ficando solteiro mesmo.” Lady Freak

NOVEMBRO 2016

A Chegada
Nota: 5/5
“A Chegada é um filme que dá nó na cabeça de qualquer espectador. É muito difícil elaborar uma crítica sem dar os famosos e temidos spoilers. O que podemos garantir é que este longa é de tirar o fôlego e é capaz de te deixar horas e horas em crise existencial.” Lady Freak

Snowden: Herói ou Traidor? 
Nota: 2,6/5
“(Oliver) Stone sabota seu próprio filme ao colocar, o que muitos consideram, uma das maiores crises políticas do século e seu impacto na percepção da segurança e privacidade das pessoas tão afastadas, a ponto de apenas servir para exaltar as qualidades “heroicas” de Snowden.” Lady Freak

DEZEMBRO 2016 – Impossível não citar DOIS dos melhores filme do ANO! Então não teremos o pior longa de dezembro, ok? 

Animais Noturnos
Nota: 5/5
“Preparem-se para questionar a capacidade humana de manipulação e represália. Se você gostou do longa Garota Exemplar (2014), este filme é para você. De forma crua, com uma direção de arte impecável e diálogos assustadoramente inclementes, a mente do espectador é desafiada junto à imaginação de Susan ao dar vida aos seus piores arrependimentos e inseguranças. Um longa tão belo quanto a clemência existente em seu roteiro para deixar uma mensagem sobre a mais difícil jornada que o ser humano procura viver: ser feliz.” Lady Freak

Rogue One: Uma História Star Wars
Nota: 4,5/5
“Rogue One: Uma História Star Wars é trágico, dramático, violento e não tenta oferecer uma visão tão maniqueísta de Star Wars, é certamente o filme que respeita a inteligência dos fãs que, por mais encantados que sejam com a saga na infância, estão prontos para uma visão mais madura e ousada da franquia.” Doktor Bruce

Gostaram? Lembrando que montamos esta lista com base nos filmes assistidos pela nossa equipe, caso algum longa tenha ficado fora da lista, deixe nos comentários para nós.

Küsses,

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Criticas

Ver também