O Negócio – 2ª Temporada – Ep. 08 – Areia Movediça

Estamos chegando no fim da segunda temporada de O Negócio, e talvez este tenha sido um episódio melhorzinho. Luna está deprê e resolve choramingar no colo da sua mãe. Chegando...

Estamos chegando no fim da segunda temporada de O Negócio, e talvez este tenha sido um episódio melhorzinho.

Luna está deprê e resolve choramingar no colo da sua mãe. Chegando lá, se rende aos mimos e carinho de sua família e opta por passar uns dias de férias. Ao longo dos dias, por meio de uma narração horrível, o telespectador tem que entender que ela está entediada. Enfim, sua mãe sugere que Luna reencontre as primas para colocar o papo em dia, depois do primeiro reencontro, ela descobre que a vida perfeita que as primas levam (casamento + filhos) está longe de ser algo que ela almeja.

Enquanto isso Magali duela com seu vizinho. Eles trocam presentes sexuais e recadinhos em função do rapaz fazer um barulho absurdo ao transar. Magali é flagrada e o rumo dessa brincadeira você deduz logo na primeira troca de farpas entre os dois. A série como sempre, não desafia a audiência e é super previsível. Já Zanini resolve esquecer Magali de vez. Ele começa a namorar uma estagiária do escritório do seu tio (#TáCertinho1), depois descobre que ela é virgem e transa com ela (#TáCertinho2) e por fim falta em um encontro com a moça para ver a Magali. Além disso ele apronta mais uma com a ruiva e as coisas terminam que nem comida de velho: sem sal e sem graça.

Já o clube Oceano Azul irá receber um grande convidado e potencial comprador de uma anuidade. O professor de esgrima de Karin deixa a academia para preparar o local para o tal convidado, mas Ariel não se mostra um bom aliado e desafia César a todo momento, a ponto de colocar o tal jantar em risco. Karin tenta remediar a relação infantil dos dois, quase não consegue, mas no fim…bem, não vamos contar. Mas deste núcleo a única coisa que salva é o Ariel, o ator Guilherme Weber ainda é um dos melhores personagens. Sempre em cima do muro, você nunca sabe quando ele vai aprontar ou não.

Fora isso, a Karin tenta reaver sua relação com o pai que tem uma banda de jazz e segue aquele perfil clichê do “pai ausente boêmio”. A aparição dele na história, só surge para justificar o nome do episódio (Areia Movediça) e não agrega em nada a trama principal que gira em torno do clube. Mais uma vez, os roteiristas de O Negócio erram na mão e de quatro “histórinhas” do episódio, somente uma se salva.

Até a próxima.

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Críticas

Ver também