O primeiro episódio de Knightfall – A Guerra do Santo Graal estreia hoje no History Channel

Knightfall – A Guerra do Santo Graal estreia hoje no History Knightfall – A Guerra do Santo Graal conta a história da Ordem dos Cavaleiros Templários. A série começa...
Knightfall: A Guerra do Santo Graal - Temporada 01 - Episódio 01
Knightfall: A Guerra do Santo Graal - Temporada 01 - Episódio 01

Knightfall – A Guerra do Santo Graal estreia hoje no History

Knightfall – A Guerra do Santo Graal conta a história da Ordem dos Cavaleiros Templários. A série começa 15 anos após uma desastrosa derrota das Terras Santas onde os guerreiros de elite de outrora perderam a cidade do Acre, sua última fortificação, e junto com ela, o Santo Graal. Agora na França, a ordem permanece extremamente poderosa, mas perdida na fé. Seu relacionamento com Felipe IV, o Rei da França (Ed Stoppard) é delicado. O ambicioso rei não tem as habilidades necessárias para reger o país e isto eventualmente se tornará um ponto de conflito.

Novos sinais

O personagem principal é Landry (Tom Cullen), um templário veterano que, além de amigo do Rei e da Rainha, é uma figura rebelde na Ordem. Ele acredita que os recursos gigantescos da ordem deveriam ser utilizados para retomar o que foi perdido com ferro e fogo e não apenas ajudar os pobres. Um incidente envolvendo bandidos na estrada ceifa a vida de Godfrey, o líder dos templários. Seu último desejo é que Landry assuma controle da ordem.

Nem tudo está perdido. Escondido na espada de Godfrey, os templários encontram um a pista que indica que o cálice sagrado não está perdido, e mais, está escondido em algum lugar da França. Começa então, a guerra do Santo Graal. E como tudo que envolve o copo da última ceia de Cristo, muitas conspirações no horizonte.

Knightfall

O primeiro episódio de Knightfall – A Guerra do Santo Graal intriga, mas tem seus poréns. A premissa é interessante e naturalmente, vai ser um atrativo para fãs de dramas históricos com um leve toque místico (vide Vikings). Os diálogos são um pouco expositórios e o grande número de personagens introduzidos deixam a trama um pouco confusa. Especialmente ao considerar que metade do elenco usa o mesmo uniforme e estão escondidos atrás de barbas.

A trama se baseia em alguns clichês um pouco cansados para estabelecer a narrativa. Como por exemplo, Parsifal, um jovem camponês que imediatamente decide virar um templário após sua família ser assassinada; ou a amante de Landry, que nitidamente fica claro que antes do final do episódio vai ser revelada como uma personagem muito maior do que aparenta ser no início.

De qualquer forma, a direção nas cenas de ação e o visual medieval mais fiel à história com certeza vão agradar a audiência cativa do History Channel que já se envolveu com Vikings.

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Categorias
Críticas

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Relacionados