Planeta dos Macacos: O Confronto – Um dos melhores filmes do ano

Planeta dos Macacos: O Confronto é um dos filmes mais interessantes do ano. Depois de alguns filmes que deixaram um certo gosto ruim na boca, Planeta dos Macacos: O...

Planeta dos Macacos: O Confronto é um dos filmes mais interessantes do ano.

Depois de alguns filmes que deixaram um certo gosto ruim na boca, Planeta dos Macacos: O Confronto estreia para restaurar um pouco da fé que Hollywood perdeu há muito tempo. O longa começa 10 anos após os eventos de Planeta dos Macacos: A Origem. A raça humana está praticamente extinta e somente as pessoas geneticamente imunes à gripe símia sobrevivem nas ruínas de São Francisco. Enquanto isso, os macacos super-inteligentes liderados por Caesar prosperam nas florestas e sua população é imensa. Nestes 10 anos, uma espécie esqueceu da outra, até que um grupo de humanos desesperados em busca de uma usina hidrelétrica dentro do território primata trazem a ameaça de guerra à tona.

Planeta dos Macacos: O Confronto

Como já de se esperar, os macacos são visualmente impressionantes. Talvez, desde Jurassic Park, um filme não atinge tão perfeitamente a mistura de efeitos especiais e história. Os macacos são expressivos, detalhados e, acima de tudo, reais. Andy Serkis é um mestre na arte do motion-capture, mas em Planeta dos Macacos: O Confronto, sua performance é digna de um Oscar.

Planeta dos Macacos: O Confronto

Um dos aspectos mais interessantes da história é a ambiguidade dos personagens, não existe uma linha definida de heróis e vilões. Ambos os lados possuem aqueles que desejam a guerra e os que desejam a paz. Do lado humano Dreyfus (Gary Oldman) é o líder dos humanos e um homem que perdeu tudo na epidemia. Seu desejo de eliminar os macacos é por pura vontade de sobreviver. Já Malcolm (Jason Clarke), busca uma aliança com Caesar e paz para ambos os lados.

Já do lado primata, Koba (Toby Kebbell) odeia intensamente os humanos devido a todos os experimentos que foi forçado a sofrer em laboratórios. Seu comportamento traidor e instável é justificável e mesmo quando inevitavelmente suas ações levam ao confronto, não podemos deixar de pensar que Caesar também é responsável ao ignorar o sofrimento do pobre e torturado símio.

Planeta dos Macaco: O Confronto

Caesar continua um show a parte. Poucos personagens conseguem expressar tanto com tão pouco. Seu pequeno reino é fascinante e é emocionante ver seu relacionamento com Malcolm se desenvolver, só para ver como ambos melancolicamente aceitam que jamais haverá paz entre humanos e macacos. A guerra é iminente e pelo jeito, desta vez, nós não seremos os vencedores…

Planeta dos Macacos: O Confronto

Se você busca um filme cheio de ação, visuais impressionantes mas que não despreza um bom roteiro e personagens bem trabalhados, Planeta dos Macacos: O Confronto é para você. Se você achou que o filme vai ser muito intelectual 9 palavras: macaco cavalgando atirando com duas metralhadoras ao mesmo tempo.

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Criticas

Ver também