Afinal quem é a Capitã Marvel? Nosso guia Freakpop de hoje explica a origem de Carol Danvers, a ex-Ms. Marvel, ex-Binária, que se tornou uma grande heroína.

Tudo que você queria saber sobre Capitã Marvel (e tinha medo de perguntar)

Afinal quem é a Capitã Marvel? Nosso guia Freakpop de hoje explica a origem de Carol Danvers, a ex-Ms. Marvel, ex-Binária, que se tornou uma grande heroína....

Carol Danvers, a Capitã Marvel, teve que ralar muito para se tornar uma das principais personagens do Universo Marvel. Aqui contamos um pouco da história dela

Apesar de toda a pompa e circunstância de ser a primeira super-heroína a protagonizar um filme do Universo Cinematográfico Marvel, a Capitã Marvel, pelo menos a versão de Carol Danvers, demorou um belo bocado para se tornar uma das maiores personagens da Casa das Ideias. Ela tem perambulado pelas bordas de títulos mais famosos, sob diversas alcunhas, antes de finalmente conquistar o manto na saga assinada por Kelly Sue DeConnick.

Mas calma, tem bastante história antes da gente chegar aqui. Vamos dar uma explorada na personagem para você não fazer feio na hora de ver o filme.

O Primeiro Capitão Marvel

Lá na década de 1940, a Fawcett Comics lançou um personagem extremamente popular que na época, chegava a vender mais que o próprio Superman. Seu nome era Capitão Marvel, que hoje em dia é apenas conhecido como Shazam! – sim, aquele que o Zachary Levi vai interpretar no cinema.

O Capitão Marvel da Fawcett Comics foi o primeiro personagem a usar o nome antes de processos e mais processosEventualmente, os advogados da DC processaram a Fawcett. Afinal, tratava-se de uma cópia bastante descarada de um certo rapaz que era mais rápido que uma bala e mais forte que uma locomotiva. Com o nome Capitão Marvel capengando nos direitos de imagem, a Marvel aproveitou nos anos 60 para abocanhar o nome. Nascia assim…

Mar-Vell

Mar-Vell! O personagem mais importante que ninguém gostava de ler. Mar-Vell é um soldado enviado do Império Kree para espionar a humanidade. Para quem não se lembra, os Krees são aqueles alienígenas azuis que apareceram pela primeira vez no Guardiões da Galáxia, onde o próprio vilão do filme, Ronan o Acusador, era um deles. Eles também fizeram algumas aparições em praticamente todas as temporadas de Agents of S.H.I.E.L.D..

Mar-Vell começa a se apaixonar pela humanidade e se torna seu protetor. As aventuras deste protetor espacial não conseguiram encontrar um público e, mesmo após uma reinvenção do personagem, onde ele perdeu seu traje branco e verde para ganhar um vermelho com mais poderes, acabou sendo cancelado.

Mar-Vell, o primeiro Capitão Marvel da Marvel não conquistou o público e foi cancelado

Ele fez umas pontas em outras sagas famosas, como a Guerra Kree-Skrull, mas sua chance final veio quando Jim Starlin, o criador de Thanos tentou uma segunda reinvenção. Deu certo por um tempo, o personagem se tornou cult. Mesmo assim, não duraria muito e o roteirista criou a saga A Morte do Capitão Marvel em 1982, onde o herói sucumbe ao câncer.A Morte do Capitão Marvel marcou o fim do personagem na continuidade principal da editora

Triste. Mas faz parte. Tem personagens que simplesmente não conquistam o público. Agora vamos falar de uma certa personagem que uns 20 anos antes da saga acima, começou a fazer amizade com o Mar-Vell e eventualmente também se tornaria uma heroína.

Carol Danvers, Ms. Marvel

Carol Danvers era uma pilota da Força Aérea Americana na mesma base onde Mar-Vell trabalhava sob a identidade secreta do Dr. Walter Lawson. Uma máquina Kree explode perto dela e ela sofre ferimentos.

Em 1977, com o sucesso cult do Capitão Marvel de Roy Thomas, Danvers também ganha seu próprio título. Aqui, é revelado que a explosão do “Psyche-Magnetron” acabou  fundindo seu DNA com o do Capitão Marvel, efetivamente criando uma híbrida Kree-Humana com poderes de voo, super força, resistência sobre-humana, e rajadas de energia.

Ela adota a identidade de Ms. Marvel, que na época tinha diversos significados. Em inglês, uma mulher solteira é referia como miss (abreviado ms.) e uma mulher casada é referida com misses (mrs. na abreviação). O movimento feminista da época usava bastante o termo Miss para mostrar que a identidade feminina não dependia do masculino. A HQ abordava temas de progressismo social. Além do nome da personagem homenagear os movimentos feministas da época, Carol Danvers lutava por igualdade salarial em sua identidade secreta.

Mesmo assim

Carol virou uma personagem bastante presente nos quadrinhos. Apesar de seu título próprio não ter durado muito tempo, ela se tornou uma figura frequenta nas aventuras dos Vingadores. A Vampira ganha seus poderes de voo e super-força após absorver a essência de Danvers. Ela até fez ponta no desenho dos anos 90.

Ms. Marvel no desenho dos X-Men dos anos 90 onde Vampira a captura e rouba seus poderes

Apesar dos elementos feministas na criação da personagem, Ms. Marvel protagonizou uma das sagas mais infames dos quadrinhos. Na história, um personagem misterioso chamado Marcus surge, sequestra a personagem, faz lavagem cerebral e a prende em uma dimensão paralela. Lá, ela é engravidada e depois retornada a Terra. Quando seu bebê nasce, descobre-se que trata-se de uma nova versão de Marcus. Ele envelhece rapidamente, declara seu amor por Ms. Marvel e a convida para retornar a sua dimensão natal. Todos os Vingadores aprovam, porque parecem estar “apaixonados”.

A saga recebeu uma enxurrada de críticas, inclusive de Chris Claremont, o roteirista estrela dos quadrinhos dos X-Men que correu para propor uma forma de apagar essa história da continuidade.

Binária e Warbird

Para não tomar muito tempo, porque esse trecho da história da personagem não é particularmente interessante. Ela assume temporariamente a identidade de Binária quando sofre experimentações pela raça alienígena Ninhada e se torna mais poderosa. Isso dura um pouco, mas como manda a tradição editorial, eventualmente ela reverte ao padrão.

Ela também assume o manto de Warbird no começo dos anos 2000. Seria sua última participação nos Vingadores por um tempo.

Carol Danvers com as identidade de Binária e Warbird

E finalmente, Capitã Marvel

Demoraram quase quatro décadas, mas depois de passar tanto tempo nas bordas das histórias de outros personagens ou como protagonista de tramas questionáveis, Steve Rogers confirma para Carol Danvers que Mar-Vell ficaria muito feliz em vê-la assumindo sua identidade, assim, a ex-Ms.Marvel, ex-Binária, ex-Warbird se torna a Capitã Marvel.

Agora ela está em todos os lugares. Depois de estrelar sua própria saga, muito bem recebida pela crítica e audiência, assinada pela roteirista Kelly Sue DeConnick, a personagem fez parte dos Guardiões da Galáxia, foi uma das principais personagens da saga Guerra Civil II, se tornou figura chave nos Supremos e assumiu a liderança da S.W.O.R.D. a contra-partida espacial da S.H.I.E.L.D..

E esta é a história de Carol Danvers, a atual Capitã Marvel. Talvez não seja a personagem mais popular ou adorada, talvez ela não tenha uma jornada tão fascinante quanto outros personagens, mas uma coisa é verdade, ela sobreviveu inúmeros cancelamentos e histórias péssimas, algo que diversos outros personagens, alguns listados aqui inclusive, foram incapazes de aguentar,

Até a próxima!

Comente via Facebook!
Categorias
Games & HQ'sQuadrinhos

Ver também