Star Wars na Disney? E Agora?

Semana passada foi anunciado que a Walt Disney Company comprou a LucasArts, mais especificamente, a empresa proprietária e criadora de Star Wars. Não os direitos, mas a propriedade inteira,...

DoktorBruce_Header

Semana passada foi anunciado que a Walt Disney Company comprou a LucasArts, mais especificamente, a empresa proprietária e criadora de Star Wars. Não os direitos, mas a propriedade inteira, pela humilde bagatela de 4 bilhões de dólares. Para variar, a internet está dividida entre apoiar e criticar a aquisição. Assim como fizemos antes aqui no blog, vamos tentar esclarecer algumas coisas.

Mas e o George Lucas? Ele ainda vai ter controle criativo? 

Historicamente, todos sabem que Star Wars foi o bebê de George Lucas, uma produção independente e ousada para a época que seu próprio criador teve que lutar contra os estúdios o trajeto inteiro para produzir uma obra prima que é considerada um dos maiores filmes de todos os tempos… só que… não é bem assim…

Muitos acreditam que Lucas era um visionário, décadas a frente de seu tempo com um projeto de filme tão ousado que nenhum estúdio ousaria produzir. A verdade é que, Lucas havia acabado de dirigir American Graffiti, um filme de adolescentes razoavelmente bem sucedido e seu próximo projeto era um filme de ficção científica que pedia um orçamento 10 vezes maior. Este projeto se chamava “As Aventuras de Luke Starkiller, Tirada do Diário do Whills. Saga I: A Guerra nas Estrelas”. E contava a história de Mace Windy, um renomado Jedi-bendu de Ophuchi, relatado para nós através de CJ Thorpe, aprendiz Padawan do mestre Jedi.

crack

“processo criativo”

Incrivelmente, quando o jovem diretor apareceu perante os produtores com um roteiro de 2 páginas com esta belezura de premissa, ao invés de darem a ele algumas sacolas com cifrões desenhados, optaram por chamar os seguranças. Graças a Gary Kurtz, colega de faculdade de Lucas e produtor de American Graffiti que virou para seu amigo e disse que o roteiro era impossível de entender, inclusive, Kurtz essencialmente participou da direção do filme, pois Lucas não sabia orientar os atores nas cenas. Com a ajuda de diversas pessoas, Lucas reescreveu o roteiro e transformou-o em Star Wars. Quando este filme fez sucesso, continuações foram planejadas, a partir daí, este primeiro filme se tornou Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança. O Império Contra Ataca e O Retorno de Jedi foram escritos por Lawrence Kasdan, e foram dirigidos por Irv Kershner e Richard Marquand respectivamente.

Agora, os Episódios I, II e III? Aquilo foi George Lucas puro, a falta de personagens principais, as caricaturas racistas, o enredo que valoriza mais efeitos especiais do que história? A Red Letter Media fez uma série que descreve perfeitamente os problemas com a nova trilogia, se quiserem ver em profundidade a quantidade de problemas com estes filmes, recomendamos que deem uma assistida.

Mas a Disney só faz filme bonitinho e de criança!

 Calma gente. De novo, quem comprou a LucasArts foi a Walt Disney Company. Vocês gostaram de Vingadores? Walt Disney Company. Tron: O Legado? Boom. Disney. E que tal Toy Story 3? Piratas do Caribe? Pulp Fiction?

pulp-fiction-guns

Coitada da mãe do Bambi…

Pulp Fiction?

Yep. Nos anos 90, a Walt Disney Company era proprietária da Miramax Films, portanto é indiretamente responsável por Pulp Fiction, O Balconista e outros filmes fantásticos. Da mesma forma que os filmes da Marvel, e especificamente os Vingadores, mostram como a Disney está disposta a investir em projetos ambiciosos, e mais importante ainda, fazer estes projetos darem certo.

E se estragarem a saga?

Mais do que ela já foi estragada? Dentro da alçada de uma produção nova, os filmes terão chances de serem escritos e dirigidos por uma legião de pessoas que durante sua infância foram encantados por Star Wars e realmente entendem qual é o apelo do filme. Pessoas como J.J. Abrams, Joss Whedon, Damon Lindelof, David Fincher entre outros provavelmente sairiam na porrada para ter a oportunidade de ajudar a trazer esta nova trilogia para a realidade. Afinal, da mesma forma que George Lucas foi inspirado por Flash Gordon em sua infância, essa turma foi influenciada por Star Wars.

Firefly-crew2

Afinal, Joss Whedon criou “Han Solo – A Série de TV”

Mas e se os filmes novos ficarem péssimos?

É sempre um risco. E sinceramente, seria tão ruim assim? É só um filme. Episódio 1: A Ameaça Fantasma estreou em 1999 e até hoje a comunidade nerd tem ataques de raiva e xingam o filme… um filme que estreou 13 anos atrás. Este filme provavelmente foi responsável por dar o primeiro passo em fortalecer a comunidade nerd na internet que consequentemente criou a presença dominadora na cultura pop que testemunhamos hoje. Caso estes filmes novos sejam realmente ruins, paciência. Assista a trilogia antiga e divirta-se, lembre-se… são só filmes.

Vamers-FYI-Movies-Jar-Jar-Binks-was-Meant-to-Die-in-The-Phantom-Menace-Jar-Jar-Binks-with-Obi-Wan-and-Qui-Gon-Jin

Você já sobreviveu tanta coisa, não é hora de desistir…

Se os filmes ficarem bons ou ruins, o que importa é que pelo menos esta saga fantástica terá a oportunidade de ser continuada por pessoas talentosas que com certeza terão algo a acrescentar. E pelo menos, é uma boa oportunidade para eliminar aquelas besteiras de universo expandido…

Que a força esteja com vocês e até a próxima!

Categorias
Notícias

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Relacionados