The Flash – Temporada 01 – Ep.05 – Plastique

Em The Flash, descobrimos que nem todo meta-humano é criminoso. No quinto episódio de The Flash, a série faz uma pausa no desenvolvimento da galeria de vilões para explorar...

Em The Flash, descobrimos que nem todo meta-humano é criminoso.

No quinto episódio de The Flash, a série faz uma pausa no desenvolvimento da galeria de vilões para explorar um pouco mais o universo dos meta-humanos. Uma das inúmeras vítimas da explosão do acelerador de partículas é Bette Sans Souci, uma militar que sofreu uma explosão e estava na cidade para remover os estilhaços. Infelizmente, como meta-humana, Bette produz resíduos explosivos e tem dificuldade em controla-los.

Eis que entra o dilema, ela não é necessariamente uma vilã, apesar de sofrer nas mãos de seu superior, o General Wade Eiling, ela não busca vingança ou destruição. O “team Flash” tenta ajudá-la a conter seus poderes, mas por intervenção do manipulador Doutor Wells, as coisas mudarão.

O episódio serviu para oferecer uma nova visão sobre ter poderes, que nem todos os afetados caem confortavelmente no eixo herói/vilão, alguns meramente se tornam vítimas das circunstâncias e precisam encontrar uma forma de lidar com a situação da melhor forma possível.

O Doutor Wells e o General Eiling já cooperaram anteriormente, que envolve um certo gorila superinteligente que tem como hobby antagonizar um certo velocista escarlate. Cada vez mais, Wells se revela como uma figura maligna, mas será isso mesmo? Talvez seja uma grande reviravolta, sabemos que ele é um viajante no tempo, mas será que ele é mesmo um vilão? Sabemos que de alguma forma a Crise das Infinitas Terras ocorrerá no Universo DC na TV, seria ele o Pária? O cientista renegado forçado a viajar pelo multiverso testemunhando a destruição dos mundos? Seria ele um enviado tentando manipular eventos para garantir que Barry sobreviva até a Crise para impedir a destruição da Terra?

Um ponto positivo do episódio foi o afastamento de Iris West, ela continua obcecada em descobrir tudo sobre o novo vigilante de Central City para a preocupação de seu pai Joe e do Barry. Para protege-la, Barry decide interromper a amizade. Por um lado, isso ajuda a história. É muito difícil inserir Iris na trama e torna-la relevante, pelo menos em Arrow, Laurel era uma advogada e promotora pública, o que a sempre colocava no caminho do perigo. Até o momento, Iris permanece nas bordas da trama sem ter muito o que fazer. Talvez deixar espaço para ela se tornar repórter, como nos quadrinhos, ajude a melhorar a presença da personagem e dar algo para ela fazer.

Até o próximo episódio de The Flash!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também