The Flash – Temporada 01 – Ep. 04 – “Going Rogue”

A Galeria de Vilões começa a se formar em The Flash. O quarto episódio de The Flash mostra um roteiro mais bem amarrado e traz seu primeiro vilão que...

A Galeria de Vilões começa a se formar em The Flash.

O quarto episódio de The Flash mostra um roteiro mais bem amarrado e traz seu primeiro vilão que não é imediatamente capturado pelo herói: Leonard Snart, o Capitão Frio (Wentworth Miller). O personagem é usado, não só para oferecer um desafio mais interessante, mas também para trazer tensão para o time de Barry Allen. O canhão de gelo, marca registrada do criminoso, foi criado por Cisco Ramon caso Barry se torna-se um dos vilões que começaram a assolar Central City.

Naturalmente, o grupo entra em tensão e a confiança entre os integrantes vai para o lixo. Entra Felicity Smoak, que deixa Arrow de lado para visitar o amigo. Como uma veterana em assuntos de drama entre super heróis, ela ajuda o grupo a se reorganizar e recuperar o convívio. Além de acelerar a dinâmica do grupo, evita que uma trama mais longa fique muito parecida com o que já aconteceu entre Oliver, Diggle e a própria Felicity em Starling City. Cisco também se torna um personagem menos pentelho, já que deixa de lado o papel de alívio cômico da série para virar um dos problemas a serem resolvidos.

Leonard Snart é caracterizado da mesma forma que nos quadrinhos, um ladrão de bancos que não tem grandes ambições, não quer dominar o mundo ou derrotar o herói, mas fica estranhamente fascinado com o potencial de melhorar suas capacidades e virar uma ameaça maior. Frio e irônico, ele é o primeiro bandido marcante que surge na série. O confronto final entre Snart e Barry se resume em uma luta em câmera lenta em um trem descarrilhando, visualmente fantástica, como já esperamos em The Flash.

Sem sombra de dúvidas, Going Rogue foi o melhor episódio da série até agora e mais um tijolo sólido no domínio televisivo da DC Comics.

Até a próxima!

Comente via Facebook!

Editor-chefe da Freakpop. Adora cinema, mas odeia a palavra cinéfilo. Leu quadrinhos demais na vida e tem uma capacidade muito limitada de entender a realidade. Tudo que não explica com Máquina Mortífera, explica com Highlander. Sabe tudo sobre Soul Reaver e Crônicas de Gelo e Fogo. Seu signo é estegossauro.

Categorias
Críticas

Ver também