True Blood – 7ª temporada – Ep 08 – Almost Home

Bye Bye Violet! Olha gente, o episódio de ontem aconteceu tanta coisa que fica difícil escolher por onde começar! Bem, vamos pela estrutura em primeiro lugar. Faltando dois episódios...

Bye Bye Violet!

Olha gente, o episódio de ontem aconteceu tanta coisa que fica difícil escolher por onde começar! Bem, vamos pela estrutura em primeiro lugar.

Faltando dois episódios para o término da série, True Blood apresentou ontem mais um episódio recheado de momentos de redenção. Finalmente descobrimos porque a Tara apareceu em quase todos os episódios depois da sua estúpida morte no início da temporada. O que faltava nesse núcleo era Lettie Mae finalizar seus trabalhos como mãe de Tara de forma emocionante e dramática. O drama até rolou, mas o fator “emoção” passou longe.

Após beber mais um pouco do sangue de James e convencer seu marido a embarcar nessa aventura, Lalá, Mae e o Reverendo Daniels seguem a Tara dentro da casa para entender o que ela quer mostrar. E foi nesse momento que a HBO perdeu a oportunidade de criar algo mais elaborado, bombástico e marcante. Em um flashback da infância de Tara, o marido de Lettie Mae chega em casa bêbado e quer acabar com a festa de aniversário de sua filha. Tara, por compreender o que está rolando ali e cansada de ver a mãe sofrer, ameaça matar o pai e no fim enterra a arma no jardim da frente da casa. Tara e sua mãe conversam, ambas pedem desculpas e assim Tara, finalmente, sai de fato da série. Uma personagem tão importante e bem trabalhada ao longo de 6 temporadas, teve um fim baseado na mesmice de sempre e sua mãe sendo a dona de seus péssimos discursos de perdão! Simples assim.

Tchau Tara!

Enquanto isso, Hoyt e sua namorada discutem por besteira e Jason é avisado por Violet que Adilyn, Waide e Jessica estão presos. Quando Jason chega lá, sozinho, obviamente ele é preso por sua raivosa namorada. Após um breve discurso que envolveu até uma ameaça de estuprar Jessica com um dildo de ferro em chamas, Hoyt aparece e mata a quase vilã da última temporada.

Tudo isso para que? Para por em prova e reaver a relação de Jessica e Jason considerando que Hoyt está de volta. Para explorar confusos sentimentos de Jessica sobre a presença de Hoyt, a gente não precisava aguentar a chata da Violet e dois adolescentes nulos na trama só para saber com quem o Jason vai finalmente sossegar né?

Tchau Violet!

Agora vamos falar de Bill e Eric. Após capturarem Sarah, Eric ainda perde a cabeça e deseja matar a nova “messias”, mas Pam solta suas frases de sempre e o vampirão acaba mordendo Sarah e se cura. Assim que a Yakuza sai do seu pé, ele vai até Sookie e promete que trará a cura para Bill. Como ela é teimosa e destemida, Sookie vai até o Fangtasia e descobre que a “cura” está no porão do local. Como ela já sabia a forma de entrar no bar sem ser vista, ela descobre a verdade sobre Sarah e leva Bill até lá. Quando o primeiro amor da jovem que mais soltou berros nessa série pode finalmente se curar, ele recusa e o episódio termina.

O ponto é que Bill está pronto para aceitar a verdadeira morte e, após longos e chatos flashbacks, ele opta por seguir de mãos dadas com o destino ao invés de se curar e ficar com Sookie. Será? Esta foi uma reviravolta aceitável, mas faltou um elemento surpresa. No fim, foi tudo muito fácil!

Agora é aguardar o próximo episódio!

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Críticas

Ver também