True Blood – 7ª Temporada – Ep 04 – Death is Not the End

Ladies and Gentlemen, Eric Northman is back! O quarto episódio de True Blood talvez tenha sido o melhor desde a estreia da última temporada. Abordando a dualidade sobre a morte ser...

Ladies and Gentlemen, Eric Northman is back!

O quarto episódio de True Blood talvez tenha sido o melhor desde a estreia da última temporada. Abordando a dualidade sobre a morte ser o fim, os roteiristas conseguiram humanizar mais a situação para de fato partir para o segundo ato da história que será a caça de Sarah Newlin.

Pam e Eric viajam para os EUA e um flash back conta a história de como eles foram parar em Shreveport. Na década de 90 a Autoridade, após a morte de Sylvie (3º episódio), para conseguir ficar de olho em Eric e Pam, passam para eles uma locadora da cidade e nomeiam Eric o xerife da área 5. Alguns anos depois, Ginger aparece na locadora atrás de alguns títulos bem peculiares sobre vampiros. Eric e Pam a contratam para trabalhar durante o dia e Ginger passa a agir como uma “vamp-groupie”. Em 1996 ela traz uma cadeira antiga e conta para Pam a ideia de abrir o Fangtasia, já que sexo é o que mais faz rodar dinheiro na locadora em função do sex shop localizado no subsolo do local. Pam apaga sua memória e dá a ideia do bar para Eric como se fosse dela. De volta aos tempos atuais, Pam confessa para o Eric o que ela fez.

Eric com 1 kg de make na cara e cabelinho estilo Vanilla Ice. Pasmem! O Fangtasia era uma locadora! Ginger antes de ser uma vamp-groupie!

Em Bon Temps, Jason, Sookie e Sam estão com a missão de contar para o pai de Alcide, Hoyt e Rosie que seus respectivos entes queridos estão mortos. Enquanto isso, Sookie consola os filhos da Arlene e promete a eles que a trará de volta. A boa fada usa seus poderes para entrar na mente de Holly e assim descobre onde Nicole e Arlene estão presas.

Eric está de volta e vai direto para a casa de Bill. Lá, Bill está reune outros vampiros além de Sookie, Jason e Andy para invadir o Fangtasia e resgatar as prisioneiras. Eric conta que há uma outra forma de entrar no local e oferece sua ajuda – e de tabela a ajuda de Pam – para entrar no bar. E assim, Pam solta a melhor frase do episódio sobre Sookie: “Ela é como um fungo persistente”.

Ao invadirem o bar pelo porão, Arlene já tinha sido levada para os H-Vamps se alimentarem, então Eric usa sua doença para ganhar a confiança dos vampiros e entrar pela porta da frente como alguém que precisa de ajuda. Sookie vai com ele pois o seu cheiro torna o pedido de Eric mais atrativo – e ele a oferece como comida. Quando Eric anuncia que ele e Sookie não estão sozinhos, os demais moradores da cidade invadem o Fangtasia comandados por Rosie. Entre a confusão de turma do Bill X turma de humanos, os H-Vamps são mortos e Arlene é salva!

Bem, o problema com os H-Vamps finalmente foi resolvido! Oremos! Agora, o que esse episódio fez de interessante foi o de trabalhar a questão da perda. Arlene, ainda entre a vida e a morte, vê Terry e quase se entrega “para o outro lado”. Jessica está a mais de 10 semanas sem comer por se sentir culpada te der matado as filhas de Andy. Lalá, que aparece na casa do Bill para alimentar a Jessica, conta para ela que teve que matar o amor de sua vida e que a vida segue mesmo quando as pessoas não conseguem se perdoar. Sookie está farta de ver tantas mortes na sua cidade e sua causa não é mais pessoal, agora ela batalha para manter quem está vivo, vivo! Assim conseguiram mostrar no episódio que definitivamente” a morte não é o fim”.

Agora o próximo episódio que será sobre a caça de Sarah Newlin.  Agora as perguntas começaram a surgir:

– Quem mais vai morrer?

– Será que Sarah tem uma cura para o H-Vamp?

– Com quem Sookie e Sam vão terminar?

– Será que Hoyt volta e Sookie o ajuda com a memória perdida?

Até domingo que vem,

Comente via Facebook!
Tatá Snow

“Crítica” de cinema – prefiro ‘analista de entretenimento’, fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah…#TeamCap

Categorias
Críticas

Ver também